Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

23/04/2012

Uma Amizade Verdadeira

Uma Amizade Verdadeira

Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como a sua própria alma. (I Samuel 18.1)

INTRODUÇÃO
No dia 20 de julho é comemorado o dia da amizade, dia em que muitas mensagens são trocadas entre amigos. Eu já recebi algumas mensagens muito interessantes o que me levou a refletir sobre a amizade verdadeira. Lembrei-me então de dois personagens bíblicos em especial, Davi e Jônatas. A amizade entre Jônatas e Davi era uma aliança de amor, um exemplo de amizade que tem muito a nos ensinar sobre o real significado e importância da amizade verdadeira.
Na literatura das ciências sociais que tratam sobre o tema, a amizade é vista em geral como uma relação afetiva e voluntária, que envolve práticas de sociabilidade e ajuda mútua e necessita de algum grau de equivalência ou igualdade entre amigos.
A Amizade é um bem que infelizmente tem se tornado cada vez mais difícil de ser encontrado. Muitos se chamam amigos, mas a palavra já perdeu muito de seu real significado. 
A palavra amigo é cheia de significado como se pode ver pelo texto de I Sm. 18.1: ”Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma.” Esta passagem nos mostra que uma amizade verdadeira é estabelecida por um vínculo muito forte, o vínculo do amor fraternal.        

I – Uma Amizade Verdadeira Pode Trazer Riscos

 

A amizade que nasceu no coração de Jônatas e Davi era algo tão profundo que levou Jônatas a arriscar-se em favor de seu amigo. Em I Sm 20.33 Saul tenta matá-lo por estar defendendo Davi: “Então, Saul atirou-lhe com a lança para o ferir; com isso entendeu Jônatas que, de fato, seu pai já determinara matar a Davi.” Jônatas, que parecia ter dificuldades em acreditar que seu pai ainda queria matar a Davi (I Sm 20.2: “Ele lhe respondeu: Tal não suceda; não serás morto. Meu pai não faz coisa nenhuma, nem grande nem pequena, sem primeiro me dizer; por que, pois, meu pai me ocultaria isso? Não há nada disso.”), agora tinha motivos de sobra pra crer que Saul estaria pronto a tudo para eliminar Davi, até mesmo matar seu próprio filho. A princípio Jônatas tinha porque duvidar que seu pai ainda quisesse matar Davi, pois ele havia lhe jurado que não o faria (I Sm. 19.6: “ Saul atendeu à voz de Jônatas e jurou: Tão certo como vive o Senhor, ele não morrerá.”). Porém as atitudes de Saul  durante a Festa de Lua Nova não deixavam mais dúvidas de que aquele juramento não seria cumprido.
Jônatas agora sabia que se sua amizade com Davi fosse mantida ele corria risco de vida. Contudo isso não foi razão forte o suficiente para abalar aquela aliança de amor firmada entre Jônatas e Davi. Jônatas não estava disposto a abrir mão desta amizade por coisa alguma.
Davi também correu riscos em virtude de sua amizade com Jônatas. Após a morte de Jônatas Davi procurou saber se ainda havia algum descendente de Saul vivo: Disse Davi: Resta ainda, porventura, alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade para com ele, por amor de Jônatas?” II Sm. 9.1. Ao ser informado de que havia um filho de Jônatas vivo Davi o levou para morar no palácio e comer da sua mesa:”Trabalhar-lhe-ás, pois, a terra, tu, e teus filhos, e teus servos, e recolherás os frutos, para a casa de teu senhor tenha pão que coma; porém Mefibosete, filho de teu senhor, comerá pão sempre à minha mesa. Tinha Ziba quinze filhos e vinte servos”.  II Sm. 9.10. O mais comum em uma situação como aquela seria procurar eliminar todos os descendentes de Saul já que estes poderiam procurar promover um levante ou o assassinato de Davi para recuperar o trono, no entanto, Davi ao invés de temer perder o trono e quem sabe a sua própria vida corre o risco por amor a Jônatas. Ë preciso lembrar que Jônatas era amigo de Davi e o amava, mas Mefibosete não necessariamente. 
No Novo Testamento nós também temos o exemplo de Epafrodito que foi outro a não se importar em correr riscos por uma verdadeira amizade. Paulo era acusado de traição ao Império Romano, e esta era uma acusação grave. Paulo poderia ser condenado a morte e, quando um prisioneiro era condenado a morte, quem estava com ele deveria morrer também. Mesmo sabendo disso, Epafrodito abandona sua cidade, sua casa, todos os seus e vai para Roma cuidar de Paulo. Isso é amizade verdadeira, isso é comprometimento. Que coisa maravilhosa é ter amigos assim. Felizes são aqueles que podem ser e contar com amigos deste porte.

II – Uma Amizade Verdadeira Põe seus Interesses Pessoais em Segundo Plano. 
Parece que Jônatas era o príncipe herdeiro pois Saul lhe diz que enquanto Davi vivesse nem Jônatas e nem seu reino estariam seguros (I Sm 20.31: “Pois, enquanto o filho de Jessé viver sobre a terra, nem tu estarás seguro, nem seguro o teu reino; pelo que manda busca-lo, agora, porque deve morrer.”). Davi era portanto uma ameaça a Jônatas e conseqüentemente a toda a sua posteridade já que se Davi assumisse o trono Jônatas não seria o próximo rei, seu filho não seria o príncipe herdeiro e assim por diante. 
No entanto, ao invés de odiar Davi e tentar elimina-lo, ele o ama e protege. Eliminar Davi não seria difícil já que ele dispunha de informações privilegiadas a respeito de Davi e este confiava nele. Davi fugiria de Saul, mas não de Jônatas. Pior do que um inimigo é um falso amigo. Dizem que um sábio antigo orava pedindo a Deus que cuidasse de seus amigos pois dos inimigos ele era capaz de cuidar. Se Jônatas fosse um falso amigo, se Jônatas se deixasse levar por interesses pessoais Davi estaria correndo serio risco.  E é preciso lembrar que o interesse pessoal de que estamos falando não era uma coisa qualquer, era o trono de Israel. 
Muito triste é quando se confia em alguém, o tem como amigo sincero, como irmão e se vê traído pelo mesmo ter se deixado levar por interesses, por benefícios muito menores que aquele do qual Jônatas estava abrindo mão. Infelizmente isto não é algo incomum. Jônatas sabia que pessoas valem mais que coisas, mais que posição. Para Jônatas o trono não era mais importante que a amizade de Davi.

III – Uma Amizade Verdadeira Está Firmada num Firme e Sincero Amor 
Esta característica da verdadeira amizade é o vínculo da mesma. Foi o amor que moveu Jônatas a por sua vida em risco e com certeza foi um amor sincero e firme que moveu Epafrodito a viajar cerca de 2.000 Km da Macedônia a Roma para cuidar de Paulo, podendo com isso perder muito, inclusive sua própria vida, seja através de um acidente durante a viagem, uma enfermidade contraída - o que acabou acontecendo e quase o ceifou ( Fp 2.27: Com efeito, adoeceu mortalmente; Deus, porém, se compadeceu dele e não somente dele, mas também de mim, para que eu não tivesse tristeza sobre tristeza.) – ou ainda pela condenação de Paulo. 
Foi o amor que moveu tanto Jônatas quanto Epafrodito a deixar interesses pessoais para cuidar dos interesses do objeto de seu amor. Paulo em I Co. 13.4 e 5 diz o seguinte: “O amor ....... não procura os seus interesses, ....”. Isso era uma realidade na vida destes amigos. 
Jônatas estava pronto a abrir mão do trono, enquanto que Epafrodito abriu mão de trabalho, presença da família e dos irmãos da Igreja. Paulo diz que enviou Epafrodito de volta a Macedônia pois este estava com saudades da Igreja ( Fl. 2.25, 26: “Julguei, todavia, necessário mandar até vós Epafrodito, por um lado, meu irmão, cooperador e companheiro de lutas; e, por outro, vosso mensageiro e vosso auxiliar nas minhas necessidades; Visto que ele tinha saudade de todos vós e estava angustiado porque ouvistes que adoeceu.”). Vejam que a amizade era recíproca pois Paulo abre mão de sua ajuda para que ele pudesse visitar os seus e sua igreja. 
Quando o amor fraternal rege os relacionamentos, há paz, respeito, sinceridade, transparência. Aquele amor foi algo tão significativo na vida de Davi e Jônatas que Davi ao saber da morte do Jônatas afirma: “Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; tu eras amabilíssimo para comigo! Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres”. (II Sm. 1.26). 
Lamentavelmente esta passagem, e de modo geral a amizade entre Jônatas e Davi, é muito mal interpretada por alguns que erotizam o amor entre Davi e Jônatas. No Entanto, a luz do ensino geral das Escrituras fica claro que o amor que unia Jônatas e Davi era o amor fraternal.

IV – Uma Verdadeira Amizade é Fiel 
Jônatas e Davi tinham uma aliança. Em I Sm. 18.3 é dito que Davi e Jônatas fizeram aliança (“Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como a sua própria alma”). A natureza da aliança não é aqui declarada de modo explícito, mas creio que podemos inferir ser uma aliança de amor fraternal, ou seja, uma aliança de amizade. 
Nossa conclusão pode ser atestada pelo que encontramos no capítulo 20 verso 8: “ Usa, pois, de misericórdia para com o teu servo, porque lhe fizeste entrar contigo em aliança no Senhor; se, porem, há em mim culpa, mata-me tu mesmo; por que me levarias a teu pai?” . Ali vemos Davi evocando a aliança entre eles para pedir sua ajuda. Jônatas não se furta da aliança, mesmo sendo aquele um momento muito delicado onde muitas perdas e muita dor poderia ser experimentada, como já pudemos considerar acima. 
Jônatas não só mantêm a aliança como a renova e amplia nos versos 16 e 17: “Assim, fez Jônatas aliança com a casa de Davi, dizendo: Vingue o Senhor os inimigos de Davi. Jônatas fez jurar a Davi de novo, pelo amor que este lhe tinha, porque Jônatas o amava com todo o amor da sua alma”. Os versos seguintes mostram que o que havia sido combinado foi fielmente cumprido da parte de Jônatas e a passagem encontrada em II Sm. 9 mostra que Davi foi fiel a aliança que tinha com seu amigo Jônatas mesmo após sua morte. Ao saber que havia um filho de Jônatas vivo providencia para que ele recebesse tudo de que fosse necessário para ele e para os seus (II Sm 9.9, 10: “Chamou Davi a Ziba, servo de Saul, e lhe disse: Tudo o que pertencia a Saul e toda a sua casa dei ao Filho de teu senhor. Trabalhar-lhe-ás, pois, a terra, tu, e teus filhos, e teus servos, e recolherás os frutos, para que a casa de teu senhor tenha pão que coma; porém Mefibosete, filho de teu senhor, comerá pão sempre à minha mesa. Tinha Ziba quinze filhos e vinte servos”) .
Uma verdadeira amizade é marcada pela fidelidade.

Conclusão
Amigo é aquele com quem podemos ser nós mesmos. Ser nós mesmos implica uma apresentação sem reservas e espontânea de si mesmo, sem o autocontrole exigido pelas regras da polidez. Li certa vez que amigo é aquele com quem se pode pensar alto.
Amizade em nossos dias, em muitos casos, significa se aproximar de alguém que pode oferecer algo. Quando não tem mais o que oferecer deixa de ser amigo e aquele que até então não era amigo mas agora tem algo a oferecer, passa a ser o amigo da vez. Salomão fala sobre isso de modo claro em pelo menos duas passagens de Provérbios: Pv. 19.4, 6 – “As riquezas multiplicam os amigos; mas, ao pobre, o seu próprio amigo o deixa... Ao generoso, muitos o adulam, e todos são amigos do que dá presentes”.
O cachorro e o gato são interessantes ilustrações do que acabamos de dizer: Alguém já viu andarilhos ou moradores de rua com gatos? Certamente não, mas todos já os vimos com cachorros. Um cão morre de fome ao lado de seu dono, mas não o abandona, enquanto que o gato segue o primeiro que lhe oferecer comida. Vê-se que quando alguém quer ofender um falso amigo chamando-o de cachorro comete uma grande injustiça (com os cachorros, é claro).
Que tipo de amigo você tem sido e que tipo de amigos você tem ao seu redor? Que Deus faça de nós amigos de verdade e assim também nos dê amigos com quem tenhamos uma real aliança de amor fraternal.
Só pode ser amigo de verdade aquele que confia no Senhor, aquele que sabe que Deus está no controle de todas as coisas e que cuida dos seus. Em Pv. 29.25 encontramos as seguintes palavras: “Quem teme ao homem arma ciladas, mas o que confia no Senhor está seguro”. Quem confia no Senhor não precisa de armações, associações com falsas amizades pois ele tem a sua vida confiada co Senhor. Só este consegue ser amigo de verdade, sem medo de ser traído, sem medo de ser passado pra traz, sem busca de interesses pessoais.
 

“Em todo tempo ama o amigo, e na angustia se faz o irmão” Pv. 17.17

                                                                                                     

22/04/2012

identificando falsos profetas e falsos mestres


Estou ciente de que o que vou relatar aqui pode ferir o orgulho de alguém, mas estou exercendo o papel de pregador da Palavra e doa quem doer ela deve ser Pregada.
Nós nos deparamos com um cenário de guerra entre líderes, bispos, apóstolos, pastores e etc. Porém a coisa é mais grave do que se imagina, quero que você veja isso:
E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores,que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
2 Pedro 2:1

Que nós somos cercado por falsos ensinadores isso não é novidade para ninguém, mas veja o detalhe: “introduzirão encobertamente heresias de perdição
O que é introduzir encobertamente? É chegar sem ninguém perceber, é se fazer igual a alguma coisa. Vocês já viram como os soldados de um exército se introduzem encobertamente em emboscadas?

Nesta foto você consegue enxergar que há alguém escondido com uma camuflagem que se parece muito com os matos em volta, mas será que se você estivesse passando do lado deste soldado camuflado a noite você perceberia? Procure quantos soldados tem nesta seguinte foto então:


Eu consegui (com muito custo) identificar três soldados, há quem diga que são cinco. Agora vou te dar uma imagem mais fácil para identificar:

Bom, vamos parar de brincar de esconde-esconde né?(risos)

Para se introduzir no meio da mata encobertamente, é necessário uma camuflagem, certo? Pois é, para se introduzir encobertamente no meio das coisas de Deus, é necessário usar uma camuflagem, então não se espante quando você ver pessoas importantíssimas serem desmascaradas, porque estava usando camuflagem, parecia ser de Deus, mas não era, era só uma camuflagem para se fazer igual, é assim que o falso profeta e o falso doutor age, eles se introduzem se fazendo homens de Deus, mas não são.
E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
2 Pedro 2:2

Você sabe o por quê que todo mundo chama os pastores de ladrão? Por causa de 1 ou 2 que roubaram e desde então TODO o caminho foi blasfemado. Você sabe porque tem gente que diz que todos os crentes são mentirosos? Por causa de UM ou DOIS enganadores, por isso está escrito: pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
Os falsos profetas e falsos doutores terão tanta habilidade para enganar, que serão capazes de enganar multidões, é aí que entra a questão: Ter uma multidão te ouvindo significa que você está 100% correto no que prega? Não, não mesmo.
Agora, porque será que os falsos profetas e falsos doutores querem enganar as pessoas? A resposta vem no versículo a seguir:
E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
2 Pedro 2:3

Sim meus caros, a preocupação não é exatamente ALMAS, a preocupação é com o poder, porque avareza é: Amor ao dinheiro, ganância, ambição desequilibrada e disputa por poder. Qualquer semelhança não é mera coincidência, tenho ciência de que quase 10 mil pessoas acessam o Evangelizai POR DIA, e a cada dia que se passa este número cresce cerca de 3% e este post vai alcançar uma média de 120 mil pessoas nos próximos dias, as pessoas precisam saber disso, os falsos apóstolos, falsos bispos, falsos pastores e falsos cristos só querem uma coisa:
Fazer do povo de Deus um negócio lucrativo.

Porém, aqueles que são lavados, remidos pelo Sangue de Jesus e conhecedores da Palavra, não se deixam enganar por tais, porque os filhos não podem ser negociados, não há negociação para uma coisa que já está vendida e, nós já fomos comprados pelo SANGUE DE JESUS, ninguém pode usar a FÉ de quem é comprado por CRISTO para negociar, e AI de quem tentar fazer isso.
Pregadores, profetas de Deus, pastores e evangelistas. Não tenham medo de pregar o verdadeiro evangelho, doa quem doer, não tenham medo das multidões, o povo está sendo usado como mercadoria, estão disputando mercadoria entre si, porém nós sabemos a importância de cada alma, vamos mostrar para essas almas que existe UM que não brinca com a fé de ninguém, existe UM que não tem interesse em nada do que é dela, porque ELE já tem tudo, existe UM que não ameaça se ela sair da igreja X para ir para a igreja Y, porque ELE já abençoou esta pessoa em tudo, existe UM que atende de segunda a segunda, feriados e inclusive nas madrugadas sofridas, este é JESUS, o BOM PASTOR que dá a vida pelas suas Ovelhas.

(TRANSCRITO)

19/04/2012

Falando aos pregadores...

E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. (1 coríntios 2:1)
            Paulo era um homem extremamente sábio, não pela verborragia empregada nos seus escritos, mas pela maneira de viver e principalmente de pregar, ensinar, usando sempre a simplicidade dos fatos. Ao contrario de muitos pregadores que utilizam de um sofisticado português para explicar as coisas do Senhor que são simples, assim como Jesus viveu de forma simples. Muitos destes pregadores, falam pregam, mas não o que vivem, ou que conhecem, são somente pregadores profissionais, com praticas em trazer emoção ao povo somente, mas sem nenhum resultado pratico. 
“Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado.” (1 Coríntios 2:2) 
Hoje, ou melhor atualmente existe um título muito usado pelos pregadores, que é o de conferencista evangélico, mas na verdade o que precisamos são de pessoas que nos mostre, explique, ensine sobre Jesus,   e como Paulo diz, e este crucificado, mas que esta vivo, e operando milagres; queremos ouvir e necessitamos saber sobre o poder de Deus, queremos ver em ação, e não somente palavras bonitas.
            “E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.”(1 Coríntios 2:3)
Não queremos ouvir mentiras, enganos, como muitos vem se fantasiando  de super homens, falando de poder, mas vivendo derrotas em sua casa, sua família; queremos ouvir  falar do poder de Deus mas que sejam homens simples que assumam as suas fraquezas, suas falhas, mas que nos mostre o Evangelho verdadeiro puro e límpido, queremos ver pessoas temente a Deus, e não profissionais gospel, que o único objetivo é arrecadar fundos, queremos ouvir  louvores verdadeiros ao Senhor, e não musica orquestrada para agradar a homens. 
“A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder.” (1 Coríntios 2:4) 
Não  devemos nos esforçar por nós mesmos em  tentar converter ninguém, não podemos usar de enganos, nem persuadir  a quem quer que seja, devemos simplesmente pregar o Evangelho e mostrar o poder não nosso mas de Deus, de Jesus,  do Evangelho, pois quem  faz a obra é o Espírito Santo, devemos curar, libertar e expulsar o mal em nome de Jesus, curar todos os enfermos, pois é mandamentos, curar as feridas da alma também.
            “Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.” (1 Coríntios 2:5)
Porque devemos despertar a fé das pessoas não por nós, mas pelo Espírito Santo de Deus, não temos que tentar mostrar, provar, ou convencer, as pessoas com táticas, manobras, ou estudos que aprendemos em cursos vários; não devemos usar as praticas mundanas para pregar o Evangelho e assim convencer pessoas, assim  não estamos servindo ao Senhor, mas a nós mesmos, e convertendo as pessoas não ao Evangelho mas a nós, e as nossas igrejas, denominações. 
“Todavia, falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistérios, a qual Deus ordenou antes dos séculos para a nossa gloria.” (1 Coríntios 2:6,7)
Devemos falar sempre do amor de Deus, mostrar Deus com praticas, e ações, sempre fundamentadas na Palavra, no Evangelho, e veremos o Senhor agindo. Leiam e pratique a Bíblia.
Que Deus te Abençoe.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥