Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

31/05/2013

Destruindo o altar que o diabo quer construir na tua vida

Deus quer que você destrua hoje o altar de doze pedras que o diabo construiu na tua vida. LEIA: I Reis 18: 22 - 23
Dois altares foram construídos, um pelos profetas de Baal o outro pelo profeta de Deus. Este texto fala da proposta do profeta, mas não é ele que constrói este altar.
A oferta para Deus não pode ser misturada com oferta para demônios.
Versículo 24 e 25
Haviam dois bezerros, os profetas de Baal construíram o altar e pegaram um bezerro, o outro bezerro ficou com o profeta Elias.
Versículo 26
Toda vez que os profetas de Baal fazem um altar eles pegam doze pedras, que simbolizam doze situações que satanás quer que se estabeleça na tua vida.
1ª Pedra - A pedra do desemprego.
2ª Pedra - A pedra da enfermidade.
3ª Pedra - A pedra das dívidas.
4ª Pedra - A pedra da frustração dos nossos projetos.
5ª Pedra - A pedra da repetição das frustrações e derrotas familiares.
6ª Pedra - A pedra da falência.
7ª Pedra - A pedra das portas fechadas.
8ª Pedra - A pedra das feridas na alma.
9ª Pedra - A pedra do desespero.
10ª Pedra - A pedra da vergonha.
11ª Pedra - A pedra da esterilidade.
12ª Pedra - A pedra da fraqueza e do desânimo que roubam o nosso poder de reagir em meio às adversidades.
Com qual dessas pedras você está convivendo?
O segundo altar está no versículo 27 - 31
O profeta de Deus não ofereceu oferta sobre o altar que os profetas de Baal tinham construído, ele construiu um novo altar.
Aprenda uma coisa meu irmão, pare de dar ofertas por aquilo que é velho, plante sementes por aquilo que é novo.
Versículo 32
No começo do texto fala sobre lenha e no versículo 26 fala que os profetas de Baal edificaram um altar, mas no versículo 32 Elias pega pedras e edifica um novo altar.
Nesta noite você será desafiado a não oferecer mais sacrifícios sobre o altar daquilo que é velho, daquilo que é religião, daquilo que é antigo, daquilo que é religiosidade. Elias pega pedras e constrói um novo altar.
Versículo 33 - 36
Tem muito crente querendo o milagre, mas o milagre não vem, porque antes de orar você precisa apresentar a tua oferta. Elias apresentou a oferta antes de dizer: Deus manda fogo no céu.
Há uma bênção sobre a tua vida que te habilita a viver um grande milagre em cada uma dessas áreas.
Josué 22: 7 - 8
Satanás quer que a nossa vida seja representação dos altares que ele constrói, onde está o desemprego, onde está a angústia, onde os projetos não se realizam, onde está a falência, onde nada acontece.
Eu profetizo que a tua semente nesta noite vai trazer sobre a tua vida um altar de doze pedras. Receba em nome de Jesus as doze pedras que o profeta Elias ergueu que apontava para as doze tribos, porque sobre as doze tribos estavam as bênçãos que hoje, o altar que você levantar trará sobre a tua vida: pedra da provisão, pedra da abundância sem limite, pedra do favor de Deus sobre a tua família, pedras que quebrem em todas as áreas da minha vida a repetição de todo ciclo que tem estado sobre a minha família, pedra que quebra com o espírito de frustração sobre os nossos sonhos e projetos, pedra da conquista e do crescimento, pedra que te autoriza e te habilita a viver novos patamares em Deus, em todas as áreas da tua vida, principalmente, a sentimental, pedra do milagre da cura física e emocional, pedra que quebra com todo referencial de medo e fracasso, para que você avance na vida profissional, pedra do livramento, do socorro e da libertação do Senhor para todas as áreas da minha vida, pedra do crescimento espiritual e ministerial: em todo tempo minhas vestes serão brancas e nunca faltará óleo sobre a minha cabeça, pedra que abre os céus sobre a minha vida e trás fogo de Deus para destruir com as pedras do altar que o inimigo quer estabelecer na minha vida.
Hoje você vai liberar uma semente poderosa e profética. Com uma pedra Davi destruiu o seu gigante. E a última pedra é a pedra que te habilita e te autoriza a por em terra todo o gigante que tentar se levantar em qualquer área da tua vida.
Hoje você vai acordar do sono da pobreza, ruína, miséria e escassez, porque hoje começa na tua vida o tempo da liberação de poderosas bênçãos do Senhor para o teu crescimento, para o teu avanço; porque quando você prospera você testemunha da bondade e do favor de Deus.
Eu profetizo que virá favor de Deus de todos os lados para a tua vida.
Você vai ofertar hoje para construir o teu altar de prosperidade, o teu altar de provisão, o teu altar de favor, o teu altar de saúde, o teu altar de paz, o teu altar de vitória, o teu altar para reinar em vida em todas as áreas da tua vida.
No texto o profeta Elias diz: Chegai-vos a mim.
Toda vez que nos chegamos a Deus a única alternativa é prosperar, é romper com a miséria. Aquele altar teve que ser levantado porque a miséria estava imperando, três anos e meio sem chover, havia fome, havia sede, havia desespero.
Existem quatro altares de prosperidade que temos que levantar para destruirmos os altares que o diabo quer estabelecer sobre a nossa vida.
1º - Altar que Abraão construiu quando ele deu o dízimo. Ló nunca deu o dízimo, Ló era rico, tinha posses, posição, e ele não deu o dízimo nem antes, nem durante e nem depois. Este altar é o altar da ratificação da aliança, esta aliança impede o devorador de se manifestar em qualquer área da minha vida.
2º - Altar que José levantou. Ele levantou um altar quando perdoou todos os seus irmãos. O filho de José que nasce primeiro se chama Manassés, que significa: Deus me fez esquecer. O segundo filho que nasce se chama Efraim, que significa frutífero e próspero, depois ele diz: Deus me fez prosperar na terra da minha aflição.
Antes de você prosperar na terra da tua aflição você tem que gerar primeiro o Manassés. Deus tem que te fazer esquecer de todos os trabalhos, de todas as feridas, de todas as angústias da casa de teu pai e de fora da casa de teu pai. Muita gente quer gerar Efraim antes de gerar Manassés. Quando José leva seus filhos na casa de Jacó, Jacó troca as mãos porque a benção era do primogênito, ele pega o segundo e abençoa no lugar do primeiro.
3º - Altar de Maria irmã de Lázaro. Ela entregou o seu melhor para o Senhor.
Eu construo um altar quando trago o melhor, eu construo um altar quando venço os críticos, quando venço a miséria, quando venço a necessidade, quando venço o medo de faltar, quando venço o medo de não ter, quando venço o medo de receber. Maria construiu um altar por que ela levou o preço de um ano inteiro de salário.
Quando você trás para Deus o teu melhor ou o teu pior isso será perpetuado. Judas é lembrado pelo seu pior, Maria é lembrada pelo seu melhor. Como você quer ser lembrado?
4º - Altar da viúva de I Reis 17. Toda vez que você obedece ao profeta e entrega o teu melhor você levanta um altar e este altar é a liberação profética para que a benção se manifeste na tua vida. O profeta disse: A farinha da tua panela não vai acabar, o azeite na tua botija não vai acabar.
Toda vez que você trás o teu melhor, é o altar de viver a palavra que foi declarada sobre a tua vida.
Você tem que crê nesta palavra acreditando que Deus quer o melhor para a tua vida.
Se você olhar para o dinheiro você nunca trará o teu melhor, mas Deus te propõe hoje a olhar para o que Ele está te prometendo, olhe para o que Ele pode fazer.
Eu profetizo sobre a tua vida que o altar que você levantará esta noite, através da tua semente, irá liberar a tua vida para este tempo, Deuteronômio 8: 7 - 10: "Porque o Senhor teu Deus te faz entrar numa terra boa, terra de ribeiros, de mananciais profundos que saem dos vales e das montanhas, terra de trigo e cevadas, de vides, figueiras, romeiras, terra de oliveiras, de azeite e mel, terra em que comerás o pão sem escassez e nada te faltará nela, cuja as pedras são de ferro e cujo os montes cavará de cobre. Comerás e te fartarás, e louvarás ao Senhor teu Deus pela boa terra que ele te deu".

30/05/2013

O ESPÍRITO DE DOEGUE, O FOFOQUEIRO (1 Samuel 22:1-23)



Certo dia, ouvi uma pessoa dizer algo interessante no tocante a boatos que se ouve, comentários inflamatórios, e fofocas: ele disse assim: “Temos de tomar cuidado, pois não é somente o peixe que é pego pela boca... nós também podemos matar e morrer por causa da boca, isto é, a língua”. Fiquei a refletir sobre essa verdade e Deus me fez lembrar que esse ditado é, uma verdade Bíblica. O texto acima baseia-se na história de Davi quando este, logo após matar o gigante Golias, se viu numa situação difícil devido à fofocas e boatos inventados, aumentados e dissimulados por um homem essencialmente maligno conhecido como Doegue o edomita, mas que eu, aqui, quero chamar de Doegue, o Fofoqueiro.
Já era do conhecimento de todos em Israel, que Saul não iria ficar muito tempo no trono, visto que já tinha sido reprovado por Deus, e Davi, por sua vez, conquistou a admiração do povo devido à sua coragem e amor por esse povo. Porém seus inimigos não estavam satisfeitos com sua aprovação, e alguns no decorrer de sua trajetória instigaram o povo contra Davi, levando mentiras, comentários e fofocas, na intenção de destruir o servo de Deus.
O mal causado por Doegue, o fofoqueiro não atingiu somente Davi, mas atingiu oitenta sacerdotes, homens inocentes, que ao precisavam morrer, mas foram assassinados por ordem de Saul que temia uma rebelião. Saul buscava os homens que seguiam Davi, e já havia tentado matar Davi em outras ocasiões. Ele com medo de perder o trono, oferece benefícios a quem delatar esses homens e mencionar o esconderijo deles (v. 6-8), temendo uma armadilha. É aqui que entra o fofoqueiro Doegue. Ele diz: “sei onde Davi passou, e quem estava com ele” (v. 9), e aumenta: “Davi pediu Aimeleque,seu companheiro que consultasse os sacerdotes de Nobe e fizesse previsões a esses sacerdotes e todos eles (80 homens) compareceram, e estão aqui, oh Rei.” (v. 11).
Por causa dessa fofoca e desses comentários inflamatórios o rei Saul ordena a execução de 80 sacerdotes do Senhor (v.17-18). E estrago causado pela fofoca de Doegue foi grande. Oitenta homens inocentes morreram por causa disso, juntamente com Aimeleque e sua família. Somente Davi e um dos filhos de Aimeleque chamado Abiatar, que fugiu escaparamm dessa execução.
Essa história nos ensina algumas lições que eu e você precisamos aprender, a nos resguardarmos do Espírito de Doegue, o Fofoqueiro:
1) A FOFOCA É MOTIVADA POR UM SENTIMENTO DE EGOÍSMO E AMBIÇÃO. (v. 6 e 7).Doegue entregou e inventou injúrias para que somente ele recebesse o prêmio prometido por Saul. O fofoqueiro quer tudo para si, todas as atenções, toda a Glória e se utiliza da maledicência para alcançar seus objetivos mesquinhos.
2) A FOFOCA DESTRÓI A CONFIANÇA E A AMIZADE. (v. 8, 11, 12, 13-15). Saul acreditou somente no fofoqueiro, não confiou em Aimeleque, nem tampouco nos próprios sacerdotes do Senhor. A fofoca gera desconfiança no meio do povo de Deus, destruindo a Amizade.
3) A FOFOCA TRAZ DESGRAÇA (v. 16-19). Essa fofoca de Doegue, o edomita, causou a morte de oitenta sacerdotes do Senhor, e também a morte de Aimeleque e sua família, sendo que até as mulheres e crianças de peito morreram a fio de espada. A fofoca traz desgraça no meio do povo de Deus, e pode matar muitas vidas espiritualmente e até mesmo destruir famílias afetando pessoas inocentes.
4) A FOFOCA CAUSA FUGA (v. 17-23). Davi e o filho de Aimeleque, Abiatar, o único sobrevivente desse massacre fugiram para não serem mortos. A fofoca causa fuga. Há muitas pessoas que fugiram da presença de Deus, e hoje estão escondidas por causa da fofoca.
Em nome de Jesus, tome cuidado com o que você fala, com o que ouve e com o que comenta. Você pode estar destruindo vidas com suas palavras. A Bíblia nos adverte quanto ao nosso falar, e nos assegura que estamos perdendo o nosso tempo se não cuidamos da nossa língua: “Se alguém se considera um religioso e não consegue refrear sua língua, está enganando seu próprio coração e sua religião não tem finalidade alguma” (Tiago 1.26). Em nome de Jesus, não seja um caluniador, um fofoqueiro, um destruidor de vidas, mas seja um abençoador, prudente no falar. Que em  nome de Jesus, repouse sobre sua vida, o Espírito de Deus e não o Espírito de Doegue, o fofoqueiro. Que Deus te abençoe ricamente, em nome de Jesus, amém. 
Transcrito

29/05/2013

7 COISAS QUE O SENHOR ABOMINA

Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que Ele abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que maquina projetos Iníquos, pés que se apressam a correr para o mal; testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. Provérbio 6:16-19
Este estudo há de servir como alerta para nós. Não incorramos em praticar qualquer destas coisas tão abomináveis para o nosso Deus. Lembremos de Pv 15:3 “Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons”.
Há uma promessa no livro de Provérbios que quero lembrar com os irmãos, antes de estudarmos o que O aborrece: Pv 16:7 “Quando os caminhos do homem agradam ao Senhor, faz que até os seus inimigos tenham paz com ele”.
1o. Deus abomina/detesta OLHOS ALTIVOS (blh: o olhar orgulhoso)
Como os olhos são as janelas da alma, eles transmitem o que está em nossos corações. Um coração cheio de arrogância, prepotência e soberba se mostrará no tipo de olhar da pessoa.
Há alguns textos nos Evangelhos que contam dos olhares de Jesus, de como Ele transparecia seus sentimentos pelo olhar: Mc 10:21 “E Jesus, olhando para ele, o amou, e lhe disse: uma coisa te falta...” (ao jovem rico); Mc 3:5 “E olhando em redor para eles com indignação, condoendo-se da dureza dos seus corações, disse ao homem: Estende a tua mão. Ele a estendeu, e lhe foi restabelecida.” (na sinagora, onde as pessoas o observavam para ver se “pecaria” curando um homem num sábado).
Pv 21:4 “Olhar altivo e coração orgulhoso, tal lâmpada dos ímpios é pecado”.
Pv 30:12 e 13 “Há gente que é pura aos seus próprios olhos, e contudo nunca foi lavada da sua imundícia. Há gente cujos olhos são altivos, e cujas pálpebras são levantadas para cima.”
Pv 16:18 “A soberba precede a destruição, e a altivez do espírito precede a queda”
2o. Deus abomina/detesta LINGUA MENTIROSA
Quando pensamos em mentira, automaticamente lembramos do “pai da mentira”, Satanás. Foi o próprio Jesus que assim declarou: “Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira.” (Jo 8:44).
Há diversos provérbios que alertam para os malefícios da mentira, do mexerico e da difamação:
Pv 18:8 “As palavras do difamador são como bocados doces, que penetram até o íntimo das entranhas”.
Pv 18:21 “A morte e a vida estão no poder da língua...”
Pv 16:27 “O homem vil suscita o mal; e nos seus lábios há como que um fogo ardente”.
Pv 20:19 “O que anda mexericando revela segredos; pelo que não te metas com quem muito abre os seus lábios”.
Pv 21:6 “Ajuntar tesouros com língua falsa é uma vaidade fugitiva; aqueles que os buscam, buscam a morte”.
Pv 21:23 “O que guarda a sua boca e a sua língua, guarda das angústias a sua alma”.
Pv 12:22 “Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor; mas os que praticam a verdade são o seu deleite”.
3o. Deus abomina/detesta MÃOS QUE DERRAMAM SANGUE INOCENTE
O Senhor detesta a violência, o homicídio. O primeiro homicídio relatado na Bíblia foi o de Abel, em Gn 4:8-10: “Falou Caim com o seu irmão Abel. E, estando eles no campo, Caim se levantou contra o seu irmão Abel, e o matou. Perguntou, pois, o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Respondeu ele: não sei; sou eu o guarda do meu irmão? E disse Deus: que fizeste? A voz do sangue de teu irmão está clamando a mim deste a terra”.
O espírito de violência está disseminado pelo mundo. Numa rápida olhada pelo jornal deste sábado vi diversos relatos de violência: no Maranhão, já são 21 meninos e adolescentes assassinados desde 1991 com os mesmos requintes de perversidade, sendo que nestes últimos dias foram 2 casos; no interior do Estado um adolescente de 16 anos assassinou um ex ministro e sua esposa, idosos, porque o homem se recusou a emprestar o carro para ele, que era filho do caseiro da fazenda; há um relato de um filho que matou o pai numa briga e diversos outros. A violência está banalizada.
4o. Deus abomina/detesta CORAÇÃO QUE MAQUINA PROJETOS INÍQUOS
No caso de Caim, o Senhor o advertiu de que seu coração estava contaminado pela maquinação do mal (“se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar” Gn 4:7).
Tiago explica o processo do pecado: Tg 1:13 “Ninguém, sendo tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele a ninguém tenta. (14) Cada um, porém, pé tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupscência; (15) então a concupscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado sendo consumado, gera a morte”.
Em Pv 6:12 a 15, a Palavra de Deus descreve o “homem vil e iníquo”: “anda com a perversidade na boca, (13) pisca os olhos, faz sinais com os pés, e acena com os dedos; (14) perversidade há no seu coração; todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas. (15) Pelo que a sua destruição virá repentinamente; subitamente será quebrantado sem que haja cura”.
Pv 11:20 “Abominação para o Senhor são os perversos de coração; mas os que são perfeitos em seu caminho são o seu deleite”.
5o. Deus abomina/detesta PÉS QUE SE APRESSAM A CORRER PARA O MAL
É preciso pedir a Deus, sempre, sabedoria. Precipitações, impaciência, ingenuidade, fraqueza, tentações, ciladas do Maligno... bem podem nos levar a “correr para o mal”.
A Bíblia tem um alerta para nós: Pv 19:2 “Não é bom agir sem refletir; e o que se apressa com seus pés erra o caminho”.
Por isso temos a necessidade dos conselheiros: Pv 15:22 “Onde não há conselho, frustram-se os projetos; mas com a multidão de conselheiros se estabelecem”.
6o. Deus abomina/detesta TESTEMUNHA FALSA QUE PROFERE MENTIRAS
Em Atos 6 temos o relato de como Estevão teve que enfrentar acusações de falsas testemunhas: “e apresentaram falsas testemunhas que diziam: Este homem não cessa de proferir palavras contra este santo lugar e contra a lei; porque nós o temos ouvido dizer que esse Jesus, o nazareno, há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moisés nos transmitiu” (At 6:13 e 14).
No julgamento de Jesus os judeus do Sinédrio usaram o mesmo precedente contra o Senhor (Mt 26:59ss).
Talvez o caso de falsas testemunhas mais escandaloso de todos os tempos se encontre em Mateus 28:11-15, no caso do suborno dos guardas do sepulcro de Jesus, para que testemunhassem uma versão mentirosa, do roubo do corpo enquanto eles dormiram.
Pv 19:5 “A testemunha falsa não ficará impune; e o que profere mentiras não escapará” (no verso 9 esta palavra é repetida!).
7o. Deus abomina/detesta O QUE SEMEIA CONTENTA ENTRE IRMÃOS
O homem vil e perverso de Pv 16:27-30 : “O homem vil suscita o mal; e nos seus lábios há como que um fogo ardente. (28) O homem perverso espalha contendas; e o difamador separa amigos íntimos. (29) O homem violento alicia o seu vizinho e guia-o por um caminho que não é bom. (30) Quando fecha os olhos fá-lo para maquinar perversidades; quando morde os lábios, efetua o mal”.
Pv. 26:20 “Faltando lenha, apaga-se o fogo; e não havendo difamador, cessa a contenda. (21) Como o carvão para as brasas, e a lenha para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas. (25) Quando te suplicar com a voz suave, não o creias; porque sete abominações há no seu coração. (26) Ainda que o seu ódio se encubra com dissimulação, na congregação será revelada a sua malícia”.
Pv 17:9 “O que perdoa a transgressão busca a amizade; mas o que renova a questão, afasta amigos íntimos”.

28/05/2013

Amigos sinceros, amigos falsos

Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão; Provérbios 17.17
O homem de muitos amigos deve mostrar-se amigável, mas há um amigo mais chegado do que um irmão; Provérbios 18.24
Todo homem e toda mulher querem ter um amigo; amigo que possa conversar, rir, brincar e até mesmo chorar, falando dos seus problemas.
Mas, infelizmente isso não parece ser tão fácil, pois nos tempos atuais e até antepassados, presenciamos e encontramos aqueles amigos falsos e hipócritas, e quando achamos aquele sincero, muitas das vezes, estes vão embora ou passam rapidamente das nossas vidas.
Amigo não é aquele que te faz sofrer, nem aquele que machuca sem ao menos te escutar e ajudar, mas aquele que te ouve, ajuda, compreende e se precisar, chora junto contigo.É triste dizer isso, mas temos que estar preparados para termos esses tais amigos enganosos, se é que é certo definirmos como ‘amigos’; todavia, o que o homem não percebe é que temos um ‘Amigo’ que pode resolver qualquer tipo de problema na hora que desejar: ‘Jesus Cristo’. Por que não tê-Lo como o 1° Amigo?
O Senhor pode nos dar dádivas que um amigo terrestre não pode, Ele tem poder para transformar nossas agonias e melancolias em alegrias e dádivas dEle para mim e você; ter Jesus como Amigo é suficiente, mas o ser humano quer, naturalmente, um amigo, aliás, isso é bíblico.
Vejamos que em João 11.11, “Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono”, Jesus chamou Lázaro de amigo, e de certa forma a seguir da leitura dessa passagem, podemos ver claramente que Ele o amava, se Jesus, o Todo-Poderoso, Onipotente e Onisciente, tinha amigo, nós, certamente, também podemos ter.
Mas, devemos escolher nossas amizades, não é em qualquer pessoa que podemos contar nossos segredos, nossos sonhos, nossas esperanças e petições que fazemos com Deus; com sabedoria e cautela, é necessário, primeiramente, ver se aquela pessoa realmente  não quer nosso mal, nossa ruína, aliás, saibamos que erramos, há muitos indivíduos enganados e cegos que estão confiando na pessoa que deseja arduamente no seu coração a sua destruição, por muitos motivos, sendo a inveja a principal e forte.
Então, perguntemos: como saber que ela ou ele é um verdadeiro amigo? Ora, através do Espírito Santo que revela as coisas escondidas, ademais, a pessoa que serve mesmo a Deus, é dificil ser enganada, pois antes de qualquer atitude, esta vai à busca da confirmação e permissão de Jeová, e mesmo que seja, é por pouco tempo, porquanto logo Deus usa um servo dele, ou em sonhos, a fim de avisá-lo a falsidade que lhe rodeia.
Também poderemos descobrir se um determinado amigo é verdadeiro ou falso observando o comportamento da pessoa a ser avaliada. pois uma coisa é certa: mais cedo ou mais tarde a falsidade dará seus sinais, e você estiver atento, você perceberá, e poderá se afastar antes que coisas mais desagradáveis aconteçam.
No entanto, é bom ter amigo, faz bem conversar com alguém que é confiável, que lhe oferece ajuda, que não lhe derruba, mas te levanta e anima com palavras de fé, esperança e vida, aliás, ter amigo assim, é um amigo ilustre, difícil de encontrar, a propósito, você é um amigo leal?
Enfim, há algo mais elevado do que apenas ser chamado ‘amigo do homem’, seja, preferivelmente, denominado ‘amigo de Deus’, E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus; Tiago 2.23”; porquanto o homem pode trair o amigo, machucá-lo, humilhá-lo, matá-lo, fazê-lo sofrer, mas Cristo, Cristo jamais se esquece dos filhos seus: “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti, Isaías 49.15”. E para ser amigo de Deus é bem mais fácil que ser amigo do homem, apenas, pois, viva no mundo, mas jamais deixe que o mundo viva dentro de você:Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus; Tiago 4.4”.Que Deus possa mostrar dentro do seu coração quem é seu verdadeiro amigo e os que apenas estão fingindo, mas, não se esqueça, o Senhor é o Maior de todos!          


27/05/2013

O que a Bíblia diz sobre a fofoca?

A palavra hebraica traduzida como “fofoca” no Antigo Testamento é definida como “alguém que revela segredos; que age como um fofoqueiro ou traficante de escândalo." Um fofoqueiro é uma pessoa que tem informações privilegiadas sobre outras pessoas e revela essa informação àqueles que não precisam saber. A fofoca é diferente de compartilhar informações de duas maneiras:
1. Intenção.Os fofoqueiros muitas vezes têm o objetivo de se elevar ao custo de fazer com que outras pessoas se pareçam más; também exaltam-se como uma espécie de repositórios de conhecimento.
2. O tipo de informações compartilhadas.Os fofoqueiros falam dos erros e defeitos dos outros, ou revelam detalhes potencialmente embaraçosos ou vergonhosos sobre a vida alheia sem o seu conhecimento ou aprovação. Mesmo se não tiverem má intenção, ainda é fofoca.
No livro de Romanos, Paulo revela a natureza pecaminosa da humanidade ao afirmar como Deus está derramando a Sua ira sobre aqueles que rejeitam as Suas leis. Por terem rejeitado as instruções e direção de Deus, Ele os entregou às suas naturezas pecaminosas. A lista de pecados inclui murmuradores e detratores (Romanos 1:29-32). Podemos ver dessa passagem quão sério o pecado da fofoca é e como isso é uma característica daqueles que estão sob a ira de Deus.
Um outro grupo que era (e ainda é hoje) conhecido por participar em fofoca é as viúvas. Paulo adverte as viúvas para não serem mexeriqueiras ou ociosas. Essas mulheres são conhecidas por serem "não só ociosas, mas também paroleiras e curiosas, falando o que não convém" (1 Timóteo 5:12-13). Porque as mulheres têm a tendência de passar muito tempo com outras mulheres em seus lares, trabalhando juntamente e se envolvendo na vida de muitas pessoas, elas escutam e observam uma variedade de conversas e situações que têm o potencial de serem destorcidas, principalmente quando repetidas várias vezes. Paulo afirmou que as viúvas criam o hábito de ir de casa em casa, procurando por algo para ocupar a sua ociosidade. Mãos ociosas são a oficina do diabo, e Deus nos adverte contra deixar que esse pecado entre em nossas vidas. "O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios" (Provérbios 20:19).
As mulheres certamente não são as únicas culpadas de fofocar. Qualquer pessoa pode acabar participando de uma fofoca ao repetir algo escutado em segredo. O livro de Provérbios tem uma longa lista de versículos sobre os perigos da fofoca e potencial dano que pode resultar. "O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado. O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto" (Provérbios 11:12-13).
A Bíblia nos diz que "o homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos" (Provérbios 16:28). Muitas amizades já foram destruídas por causa de algum engano que começou com uma fofoca. Aqueles que se entregam a esse comportamento nada mais fazem além de criar confusão e causar ira e amargura, sem falar da dor, entre amigos. Triste dizer que alguns adoram isso e procuram por oportunidades de destruir outras pessoas. Quando confrontados pelo seu hábito, negam essas alegações e respondem com desculpas e racionalizações. Ao invés de admitir o erro, culpam algo ou alguém mais na tentativa de minimizar a seriedade do pecado. "A boca do tolo é a sua própria destruição, e os seus lábios um laço para a sua alma. As palavras do mexeriqueiro são como doces bocados; elas descem ao íntimo do ventre" (Provérbios 18:7-8).
O que guarda a sua boca e a sua língua guarda a sua alma das angústias (Provérbios 21:23). Dessa mesma forma devemos guardar nossas línguas e deixar de participar nesse ato pecaminoso de fofocar. Se entregarmos os nossos desejos naturais ao Senhor, Ele vai nos ajudar a permanecer retos. Que todos nós possamos seguir o ensinamento da Bíblia sobre fofocas, mantendo nossas bocas fechadas a menos que seja necessário e adequado falar.

26/05/2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 11 - Revista da Central Gospel




Tema:  AUTORIDADE DO CRISTÃO
  
Texto Áureo:  Lc 9.1
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição ensine como os crentes podem buscar a autoridade que Jesus dá.
“batalhas espirituais”, são batalhas travadas nas regiões celestiais, num plano que não é o físico. Por isso não podemos ver mas sentimos sua influencia, às vezes uma dor de cabeça, um mal estar, um calafrio ou algum tipo de impedimento..
“conflitos interiores”, ocorrem dentro da pessoa numa luta interna o Espírito Santo contra os desejos carnais, a vitória será do lado que estiver melhor estruturado, melhor alimento, o lado que nós damos mais atenção, todos passam por essas lutas.
__________________________________________
1. GUERRA ESPIRITUAL
- “odeia até mesmo a Natureza humana”, ensine aos alunos que os aqueles que Satanás mais odeia além de Deus são o homem e o Senhor Jesus.
O homem, por ser a criatura criada como a imagem e semelhança de Deus, por ser amado pelo Senhor.
Jesus, por ser o homem que venceu o pecado e a morte, por ser o Filho de Deus e por ser aquele pisou a cabeça da serpente.

1.1. Combate real e permanente
- “constantemente em guerra”, embora não podermos ver o mundo espiritual, podemos senti-lo, e estamos em guerra contra as potestades que atuam ali, toda vez que essas potestades tentam operar no plano físico, então os servos de Deus entram em ação. Muitas vezes no trabalho do Senhor sentimos que as coisas estão dando errado e não estão acontecendo como o previsto, então identificamos a batalha espiritual contra a obra de Deus, dessa forma vamos para o joelho então o Senhor envia seus anjos para combaterem a ação satânica.

1.2. Embates nas regiões celestiais
“teofania”, é a manifestação de Deus e das coisas espirituais em algum lugar ou pessoa.
- Ensine que o combate travado aqui é uma ilustração do que ocorre atualmente quando alguém está orando, evangelizando, ensinando ou fazendo qualquer outra obra para o Senhor.

1.3. Conflitos na mente humana
“consegue sugerir”, o inimigo não consegue plantar um pensamento maligno, pois quem pensa é a pessoa, ele somente sugere, com situações que oprimem, com palavras preparadas, etc.
“aspectos carnais da vida”, se refere à sensualidade, a supervalorização do corpo, etc. Tudo promovido pela mídia secular e pelas pessoas que tem seus corações nessas coisas.
________________________________________
2. O INIMIGO DO CRISTÃO – QUEM É O DIABO
           
2.1. Principais nomes
“cognome”, nome diferente do primeiro nome,  pelo qual a pessoa é conhecido, geralmente o segundo ou terceiro nome.
“onipresente”, estar presente em todo lugar, Satanás é um só e não pode estar em mais de um lugar, as ações malignas nas diversas partes do mundo são obras de seus agentes, os demônios.
- “onisciente”, conhecedor de tudo, só Deus conhece tudo, o inimigo não pode conhecer, por exemplo, os pensamentos humanos. Por isso ninguém pense que Satanás lê a mente das pessoas ou coloca alguma coisa lá dentro.
“onipotente”, todo poderoso, o inimigo até tem poder, mas seu poder só é eficaz contra aquele que não tem a proteção de quem tem todo o poder. Existem crentes que temem o trabalho feito contra suas vidas, temem a obra de feitiçaria ou de magia negra, são crentes que não tem esse conhecimento. Mas devemos temer é o Senhor.

2.2. Intenções Malignas
“opondo-se a Deus e aos homens”, Satanás não consegue atingir a Deus, por isso ele investe contra os homens, para os destruir, pois sabe que Deus ama a humanidade.
- “pode transfigurar-se em anjo de luz”, significa que ele pode vir na figura de anjo de luz. Pode estar em uma proposta de emprego, proposta de sociedade, até mesmo de cargos ministeriais.
- Satanás não pode materializar-se, histórias de que apareceu um homem de preto e outras mais, são fábulas, as passagens na Bíblia que falam das manifestações satânicas mostram ele como espírito, apenas na tentação de Jesus em Mateus 4, é que ele parece estar materializado. Todavia Satanás tem muitos seguidores, que fazem sua obra e falam as palavras dele, dessa forma ele induz muitas fábulas para enganar as pessoas.

3. ORGANIZAÇÃO DO REINO DAS TREVAS
- “hierarquia infernal”, hierarquia é a organização da autoridade em níveis. Assim como no céu existe organização, Nas trevas também.
            - “perniciosa incumbência”, pernicioso é aquilo que causa dano, que destrói, esses espíritos recebem missões para danificar, roubar, matar e destruir.
            - Porém é importante saber que o adversário é astuto, dessa forma ele muitas vezes não chega agindo contra as pessoas de imediato, às vezes ele arma um laço para tentar destruir toda uma família ou pra destruir todo um ministério, chega parecendo bonzinho.

            3.1. Principados e potestades
            - “principado”, tudo indica que o “príncipe da Pérsia” mencionado emDaniel 10.13 seja um principado e a locução “da Pérsia”, significaria que ele domina as hostes da região da Pérsia.
           
            3.2. Hostes espirituais da maldade
            - “que usam homens”, esses são os que fazem a possessão maligna dominando pessoas e influenciando-as a praticarem a obra de Satanás.
- Esses que são combatidos pelo Espírito Santo e pelos anjos do Senhor, às vezes em uma simples oração ocorre a manifestação maligna, pois o demônio estava alojado na pessoa.  

            4. A AUTORIDADE DO CRISTÃO PARA VENCER
            - “serão aprisionados”, não há indicação nas Escrituras de que Satanás esteja preso juntamente com outros demônios mais fortes. A doutrina sobre anjos e demônios é muito vaga e escassa de informações, muita coisa é deduzida, por isso não se deve dar ouvidos a tudo.

            4.1. Plenitude do Espírito Santo
            - “esvaziar-se de si mesmo”, significa abandonar o seu eu, descer do salto, deixar suas próprias concepções, pois aquele que é muito cheio de si não aceita o que vem de Deus.
            - “encher-se do Espírito”, é buscar a sua presença, seus dons, seu fruto, sua consolação e sua unção.
            - O Espírito Santo habitando no Crente ajuda-o a vencer a luta contra a carne.
           
            4.2. Submissão e sujeição a Deus
“submissão a Deus”, significa aceitar suas ordens, sua repreensão e sua correção.
“condição de Senhor da nossa própria vida”, quando aceitamos a Cristo tiramos Satanás do cargo de senhor da nossa vida e colocamos o Senhor no seu lugar. Mas depois de um tempo nós, sem perceber, vamos tirando o Senhor e colocando a nós mesmo como senhores do nosso viver. Mas é hora de entregar o controle de novo nas mãos do Senhor.

4.3. A prática da oração e do jejum
- “para buscar a santificação”, na luta entre a carne e o Espírito mencionada emGálatas 5 vencerá aquele que estiver fortalecido, quando jejuamos nós deixamos de alimentar a carne, nos abstendo de comida e orando nós passamos a alimentar o Espírito, dessa forma o Espírito prevalecerá na luta contra a carne.
“vigiar”, dê exemplos para os alunos, vigiar é ter cuidado com o que fala, onde se anda, com que pessoas se anda. Se a classe for de jovens enfatize que se deve ter cuidado com que se posta nas redes sociais, com o que se curte, com os comentários que se faz ali, etc.

4.4. Resistência e perseverança
“perseverança”, é a capacidade de persistir no objetivo até se alcançar.
“mártires cristãos”, são aqueles que morreram sem terem negado a fé, antes da conversão de Roma, os imperadores romanos perseguiram a igreja mandando vários crentes para a morte na arena do coliseu, na maioria das vezes eram dadas oportunidades de eles negarem a fé e dizerem que era tudo uma invenção a fim de escaparem da morte, poucos eram os que negavam a Cristo.
            _________________________________________
CONCLUSÃO
Faça essa conclusão com emoção, mostre ao seus alunos que nosso Salvador é vitorioso e por isso nós também somos.
“gestos desesperados”, o nosso adversário já está condenado, por isso ele tentará atingir aquilo que Deus tanto ama que é o ser humano e tentará levar o maior número de pessoas possíveis para o lago de fogo com ele.
“Se não houver dúvidas”, a dúvida é o grande entrave à obra de Deus, mais até do que o pecado, pois nem todos os pecados são para a morte 1 João 5.16. Mas qualquer dúvida impede-nos de alcançar os milagres do Senhor.

A MISSÃO DE UM LÍDER

 

Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. 5 Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério” (2ª Tm 4.1-5).

• Conjuro: (no gr. diamarturomai). Testificar, atestar, afirmar solenemente, dar testemunho solene para alguém, confirmar algo pelo testemunho, testificar, fazê-lo crível.

• Prega: (no gr. kerusso), ser um arauto, oficiar como um arauto, proclamar como um arauto, e uma autoridade que deve ser escutada e obedecida, publicar, proclamar abertamente: algo que foi feito, usado da proclamação pública do evangelho e assuntos que pertencem a ele, realizados por João Batista, por Jesus, pelos apóstolos, e outros mestres cristãos.

• Insta: (no gr. ephistemi), parar-se ao lado de, estar presente, colocar-se sobre alguém, colocar-se acima. O ministério cristão sempre se conserva em estado de prontidão para pregar em cada ocasião que se oferece.

• Corrige: (no gr. elegcho), de afinidade incerta, sentenciar, refutar, confutar, por meio de evidências condenatórias, trazer a luz, expor, corrigir pela Palavra , admoestar , mostrar para alguém sua falta.

• Exorta: (no gr. Parakaleõ) que quer dizer: Consolar, encorajar, assistir, animar, conforme o paracleto.

Os três verbos da exortação:

1. Corrige: Apela para a razão.

2. Repreende: Apela para a consciência.

3. Exorta: Apela para a vontade.

• Sã (no gr. hugiaino), Estar são, estar bem, estar com boa saúde, de cristãos cujas opiniões estão livres de qualquer contaminação de erro.

• Doutrina: (no gr. didache ) quer dizer ensino verdadeiro, o ato de ensinar. Paulo refere-se à doutrina de Deus, imutável e que permanece eternamente. O curso óbvio dos últimos dias da Igreja consiste em advertências constantes para o crente estar alerta para os desvios doutrinários, conhecidos sobre o nome genérico de apostasia.

• Fábulas: (no gr. muthos), discurso, palavra, dito, narrativa, estória, ficção, fábula, invenção, falsidade, criação humana.

• Se recusarão a verdade: Verdade (no gr. aletheia). Dois pontos importantes da verdade que são: que é verdade em qualquer assunto em consideração, verdadeiramente, e acordo com a verdade, que é verdade em coisas relativas a Deus e aos deveres do ser humano, verdade moral e religiosa, a verdadeira noção de Deus que é revelada a razão humana sem sua intervenção sobrenatural, a verdade tal como ensinada na religião cristã, com respeito a Deus e a execução de seus propósitos através de Cristo, e com respeito aos deveres do homem, opondo-se igualmente as superstições dos gentios e as invenções dos judeus, e as opiniões e preceitos de falsos mestres até mesmo entre cristãos. Verdade como excelência pessoal, sinceridade de mente, livre de paixão, pretensão, simulação, falsidade, engano.Uma ação deliberada, que se torna inevitável na medida em que as pessoas se deixam atrair pelas doutrinas falsas. Quer seja de homens ou de demônios.

• Sóbrio: Significa “lucidez moral, santa”, “vigilância”. Contrastando com “adormecido”, “embriagado” “incessível”. Deixam se levar por fabulas, mitos tradições e negam a eficácia das doutrinas de Deus.

O cristão deve ser sóbrios, vigilantes, refutando e combatendo os falsos ensinos; firmando a vossa fé na sã doutrina. Jesus venceu o tentador com a Palavra “pois está escrito”. A melhor arma nesta batalha espiritual é a Santa Escritura.

 

25/05/2013

CONGREGAR NO SENHOR

E vos tomarei dentre as nações, e vos congregarei de todos os países, e vos trarei para a vossa terra. (Ezequiel 36.24)

            Todos nós que vivíamos nas trevas, nos erros, nos pecados, e muitas das vezes nem mesmo acreditávamos na existência de um Deus maravilhoso como nosso; mas mesmo assim fazíamos as nossas rezas, porque a reza nada mais é do que uma repetição de uma fala já decorada, e geralmente que nos foi ensinada pelos nossos pais. Veja que Deus fala que trará todos os que querem, que buscam, e viremos para  a sua terra, a sua presença,e mudaremos, e seremos transformados para honra e Gloria do nosso Deus. "Então, espalharei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei.” (Ezequiel 36.25) Quando o Senhor toca em nossos corações, quando somos limpos da religiosidade, do engano, pecados, dos ídolos, então somos purificados, nossos olhos abertos, pois caem todas as escamas; e podemos ser tocados a qualquer momento, lendo uma mensagem como esta, ou assistindo um programa de TV, ouvindo rádio, lendo um panfleto, ou na igreja assistindo um culto, orando, lendo a Bíblia, é na hora que vem o entendimento, a compreensão, e abandonamos os erros e somos purificados em Jesus.

           "E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne.” (Ezequiel 36.26) Quando temos o entendimento,quando nos abrimos para receber a palavra, o Senhor na mesma hora muda o nosso coração, a nossa forma de pensar, tira a maldade, a mentira o engano, e abre os nossos olhos; e percebemos como éramos tolos e vivíamos nos erros e temos até mesmo vergonha de como vivíamos, e passamos a agir e viver segundo a vontade do Senhor, isto porque seremos comandados pelo o Espírito Santo. "E porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis.” (Ezequiel 36.27) Teremos prazer, e alegria em viver segundo a palavra de Deus, não é nada forçado, pois na verdade é o Espírito Santo que habita em nós, temos um coração recriado em Jesus, ou seja, não teremos vergonha de proclamar aos quatro cantos o amor de Deus, apreenderemos a viver no amor, aprenderemos a amar os nossos semelhantes.

            "E habitareis na terra que eu dei a vossos pais, e vós me sereis por povo, e eu vos serei por Deus.” (Ezequiel 36.28) Quando vamos para o Senhor, quando estamos na sua presença, as bênçãos vem sobre nós, e começamos a desfrutar das promessas Dele em nossas vidas, tanto na vida financeira, sentimental, familiar, saúde, profissional, isto porque tomamos posse daquilo que nos pertence, aquilo que o Senhor já tinha nos dado, mas pela nossa cegueira espiritual, pela sedução do inimigo, ou por nossa vontade carnal estávamos rejeitando. "E vos livrarei de todas as vossas imundícias; e chamarei o trigo, e o multiplicarei, e não trarei a fome sobre vós.” (Ezequiel 36.29) O Senhor, o nosso Deus afirma que não terão, fome, não passarão por necessidades básicas, isto porque o Senhor estará enviando o seu maná, Ele cuida dos seus; Deus cuida de todos os que são seus filhos. E filhos, sabemos são todos os que guardam os seus mandamentos, não quem fala, mas somente os que vivem segundo a palavra Dele, segundo as suas ordenanças.

24/05/2013

INVEJA – A RAIZ DE TODOS OS MALES (Romanos 1.18-32)

INTRODUÇÃO

Será que é pecado desejar possuir bens, boa aparência física, posição social etc.? Ou o pecado é não lutar por alcançá-los de modo correto?

A inveja é o desejo de possuir estas e outras coisas por meios ilícitos, tendo como ponto de partida o olhar fixo no que é dos outros, desejando para si, lamentando por que ainda não esta em seu poder. È um ressentimento profundo, que se aninha na mente da pessoa e passa logo a gerar outras ações, tais como a cobiça, a ganância, a maledicência. O dolo entra em cena e tudo termina em contendas, e ate em morte, tal como aconteceu com Abel (Gn 4.8) e com Nabote (I Rs 21, 1-16).

A inveja e os outros males surgiram no éden (Gn 3.5), e se fazem presentes em todos os lugares, causando contendas e guerras (Tg 4.1,2), sendo sua primeira vitima o seu possuidor, depois aqueles que são o seu alvo. È algo que acontece ate com nações que se apoderam dos recursos econômicos de outras menos capazes de administração.

O texto básico registra a mudança ocorrida no ser humano, sua degeneração. Os homens passaram a valorizar as obras da criação, fazendo delas o seu deus, desentronizando de suas vidas o Deus Criador, e tentando ocupar o lugar do mesmo. Pela concupiscência dos seus corações, diz Paulo: “Deus entregou tais homens á imundície” (v.24), “a paixões infames” (v.26), “A uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes” (v.28).

Na relação de tais coisas, em numero de 21, não sendo uma lista completa, pois em Gálatas 5.21, o apóstolo afirma: “e cousas semelhantes a estas”, ele inclui o tema deste estudo.

Algo sério no texto básico é que tal pratica é feita com conhecimento da verdade (v.21) e ate mesmos os gentios assim agem. Não há exceção para ninguém.

1. DEFINIÇÃO E ASSOCIAÇÃO

Provérbios 14.30b diz que “a inveja é a podridão dos ossos”. Todo o corpo não possui firmeza. A inveja é a doença da alma, uma doença espiritual. Diz C. Hodge: “É um câncer da alma” (Teologia Sistemática, Vol. III. P.464).

Caracteriza-se como realmente é:

a) Um sentimento de desgosto ou pesar pelo bem dos outros;

b) Um desejo violento de possuir o bem alheio;

c) Um sentimento de ódio para com os mais favorecidos;

d) Um desejo de impedi-los de possuir tais bens e de vê-los destruídos.

A inveja colocada na mente humana é como um germe que se encarrega de criar outros males que, agrupados ao redor de si, formarão um exército em guerra, lutando para conseguir os fins por ele propostos. Esta força de ação é tão elevada que Provérbio 27.4 diz: “Cruel é o furor e impetuosa a ira, mas quem pode resistir á inveja?” Ela não atua só, pois se assim fosse, ninguém seria atingido; não passaria de um pensamento, sendo o invejoso a única vitima. Entretanto, o que se conhece é que o pensamento invejoso está integrado por outros companheiros ofensivos.

A historia do comportamento de Saul em relação a Davi é uma das evidencias desta associação de males, pois, após a morte de Golias efetuada por Davi, e sua aclamação feita pelas mulheres, Saul passa a ter um sentimento de inveja e,“daquele dia em diante, Saul não via Davi com bons olhos”; e procurou elimina-lo (I Sm 18.6-16).

È tão real esta integração de males que provem do coração humano ainda não regenerado, que o Senhor Jesus, em Marcos 7.21-23 e Paulo, Tiago e Pedro, em vários textos (II Co 12.20; Gl 5.19-21; I Tm 6.4; Tt 3.3; Tg 3.14; I Pe 2.1), os mencionam, estando a inveja entre eles, quer a palavra declinada ou os seus efeitos descritos nos demais componentes.

 

2. CONSEQÜÊNCIAS DA INVEJA

Sendo a inveja um ressentimento aninhado no coração do homem, conclui-se que o invejoso vive em torturas da sua alma, tendo em si a destruição de alguns bons princípios de vida (Sl 73.2,3). A condição de vida do invejoso é marcada por reclamações, por expressões de revoltas visíveis no próprio rosto (Gn 4,5; I Rs 21.4-7). È a batalha interna do coração, por não ver seus intentos realizados. A luta continua e outros atos maus vão sendo levados a efeito, ate que se consiga o proposto. Os meios usados, sejam quais forem se justificam pelos fins propostos.

A Bíblia nos apresenta inúmeros exemplos das conseqüências causadas pela inveja e os seus integrantes. 

Eis alguns:

a) Abel é assassinado pelo próprio irmão, Caim, que, possuído de inveja, irou-se e dolosamente, mesmo advertido por Deus (Gn 4.5-8), Praticou um crime, tornando-se exemplo negativo para todas as gerações (Hb 11.4; I Jô 3.12 e Jd 11);

b) Isaque é expulso de Gerar por te se enriquecido (Gn 26.12-17);

c) Os irmãos de José tentam mata-lo e de pois o vendem (Gn 37.11,20;26-28;At 7.9);

d) Nabote é julgado e assassinado, sem ter o direito de defesa ( I Rs 21.1-16);

e) O próprio Cristo foi entregue pelos invejosos lideres religiosos ( Mt 27.18);

f) Os apóstolos sofreram também, da mesma classe de pessoas, perseguições (At 5.17,18; 13.45)

A inveja conduz o ser humano a um miserável estado de vitima, impedindo-o de reparar suas próprias deficiências, corrigindo-as e se tornando capaz de conseguir, por meios lícitos, as mesmas condições de vida.

O invejoso é governado por diretrizes por ele elaboradas, e não sob as normas divinas, pois de Deus está alienado. Da sua linguagem é modo de vida, a pratica da lei Áurea estabelecida por Deus, registrada em Deuteronômio 6.5, levitico 19.18 e Matheus 22.37-39, não faz parte, pois para ele Deus e o próximo não existem.

Mas a pior conseqüência é a eterna, pois Paulo afirma: “São passiveis de morte os que tais coisas praticam” (v.32).

3. LIBERTAÇÃO ESPIRITUAL

Para todas as espécies de males espirituais, Deus preparou os meios suficientes para a cura e libertação. Ele não deseja que o pecador seja vitima eterna de Satanás, alienado de sua presença. Deus, No Éden, prometeu a vinda de seu filho para pagar o preço desta libertação com sua morte. Não há corrupto, por pior que seja, que não possa ser transformado; nem pecado sem perdão em Cristo.

Zaqueu é uma prova evidente desta transformação, pois, por meios ilícitos, enriquecera-se, mas dispôs-se a corrigir as fraudes cometidas (Lc 19.8).

Deus veio em Jesus Cristo para nos libertar do império das trevas e o próprio Cristo declarou como obter tal libertação (Jo 8.32,36; Cl 1.13,14). Há libertação a disposição de todos os que são vitimas dos males do coração.

Para que isto ocorra, é necessário conhecer a Palavra de Deus e aceitá-la, pois o Espírito Santo está executando a sua missão de convencer o mundo do pecado, da justiça é do juízo (Jo 16.8-11). Ele ilumina o Cristão (Rm 14.26), intercedendo pelos regenerados (Rm 8.26,27), Concedendo a Convicção de “Ser nova criatura’ (II Co 5.16) e de poder viver seguro de que “nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1). Pois cumpre-se nele a mensagem de Romanos 8.30.

O coração do pecador, cheio de inveja e demais males por ela gerados e a ela associados, pode ser purificado e torna-se lugar especial de guardar a Palavra de Deus (Sl 119.9,11, 97). Onde há lugar para o amor de Deus, este o conduz à pratica das boas obras.

Este mal tão terrível, conforme observou o sábio (Pv 14.30; 27.4), Continua sendo uma realidade constante, até mesmo com boa aparência (Fp 1.15), procurando aninhar-se totalmente no coração do crente.

 

O que fazer? Paulo ensina:

a) Encher-se do Espírito Santo e não entristecê-lo (Ef 4.30; 5.18);

b) Viver de modo digno da vocação (Ef 4.1-3);

c) Lançar distante tais males (Ef 4.31);

d) Exercitar o domínio próprio (Gl 5.22).

Em I Pedro 2.1 e 2, o apóstolo determina o despojamento destes males e o desejo de alimentar-se espiritualmente. Para que tudo se efetue, é necessário enquadrar-se  na bem-aventurança proposta por Cristo em apocalipse 1.3, que é ler, ouvir, aguardar o que está escrito. Não se pode descuidar da oração como ato de vigilância (I Pe 5.8), sabendo que o adágio popular declara: “Mente vazia, oficina de Satanás”.

TRANSCRITO

SANTIFICAR UM JEJUM

 

Santificai um jejum, apregoai um dia proibição, congregai os anciãos e todos os moradores desta terra, na Casa do Senhor, vosso Deus, e clamai ao Senhor.(Joel 1.14)

 

Devemos aprender qual que é o real significado do jejum, quando e devemos fazê-lo. Aqui vemos que Deus está determinando que se faça um dia de jejum; ou seja, nos programarmos para ficarmos um dia orando, lendo a bíblia, meditando na sua palavra, procurando conhecê-lo; mas sendo que a função do jejum é buscarmos nos aproximarmos mais e mais Dele, e não para conseguirmos isto ou aquilo, a função do Jejum é nos fortalecermos espiritualmente. "Ah! Aquele dia! Porque o dia do Senhor está perto e virá como uma assolação do Todo-poderoso.” (Joel 1.15) O mal se levanta na nossa casa, a enfermidade, a miséria, o desemprego, separação, vícios, adultérios, não importa a natureza do mal que está agindo, nos sentimos fracos não conseguimos nem mesmo orar, então está na hora de nos levantarmos, jejuarmos, e buscarmos a presença do Senhor, buscarmos poder, buscarmos virtude, e de posse deste poder mandarmos em nome de Jesus o mal embora, combater, insistir até o mal sair, mas só conseguiremos se tivermos intimidade e poder; porque o dia mal virá com certeza.

            "Porventura o mantimento não está cortado de diante de nossos olhos? A alegria e o regozijo, da Casa de nosso Deus?” (Joel 1.16) A nossa alegria se foi, a tristeza, o desanimo, a angustia, a depressão, enfim já não temos a alegria que tínhamos o mantimento não temos mais, Espírito Santo já não o sentimos, o nosso alimento de poder, de força do Senhor não mais sentimos; portanto devemos neste momento fazer um jejum para buscarmos a presença do Senhor, para quebrarmos a vontade da carne. "A semente apodreceu debaixo dos seus torrões, os celeiros foram assolados, os armazéns, derribados, porque se secou o trigo.” (Joel 1.17) O trigo, o Pão que é Jesus já não sentimos a sua presença, o nosso celeiro, esta vazio, estamos vazios. Portanto devemos jejuar, devemos buscar encher os nossos celeiros com a presença do Espírito, simplesmente buscar a sua presença, buscarmos nos encher da seu poder e força, pois quando o temos, então temos tudo, deixarmos as desculpas que não conseguimos jejuar, a hipocrisia de que jejuar é ficar alguns minutos sem comer, Jejuar é muito mais do que deixar de comer, é buscar a presença do Senhor.

            "Como geme o gado! As manadas de vacas estão confusas, porque não tem pasto; também os rebanhos de ovelhas são destruídos.” (Joel. 18) O alimento acabou, os rebanhos estão acabando, tudo esta morrendo, porque não existe terra fértil, tudo em nós está caminhando para a morte, isto porque não nos levantamos para agir, somos religiosos, e pensamos que o jejum e para conseguir algo, e não vendo que a função é para nos santificarmos e termos vida. "A ti, ó Senhor, clamo, porque o fogo consumiu os pastos do deserto, e a chama abrasou todas as árvores do campo.” (Joel 1.19) Vamos clamar o Senhor, vamos fazer sempre que estivermos fracos um jejum, ou para nos fortalecer mais, para que o nosso corpo seja um terreno fértil para Jesus, para o Espírito Santo; vamos expulsar todos os demônios da nossa vida. "Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e jejum. (Mateus. 17.21)

23/05/2013

ACEITAR E VIVER A VERDADE

E foi quebrada, naquele dia, e conheceram assim os pobres de rebanho, que me aguardavam, que isso era palavra do Senhor. (Zacarias 11.11)

As pessoas mais humildes têm mais facilidades de aceitarem a verdade, de aceitarem o Evangelho,  de aceitarem Jesus nas suas vidas, e praticarem a sua palavra, isto porque não tem grandes patrimônios ou bens materiais para adorarem. Ao contrário elas vem até Jesus pedindo para o Senhor mudar a sua situação econômica, para os abençoarem, vem por um motivo, mas após o conhecer-lo passa a desfrutar da presença e das bênçãos do Senhor. “"E eu disse: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o que me é devido e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata.”" (Zacarias 11.12) Geralmente as pessoas calculam que podem comprar a benção, o milagre, na verdade acham que Jesus está a venda; e isto temos vistos, inúmeras pessoas afirmarem que não aceitam isto ou aquilo que esta acontecendo na sua vida por serem dizímistas fieis, por ofertarem; e não param  para pensar que devolver os dízimos é simplesmente um mandamento; é a nossa obrigação, e não estamos fazendo nada demais.

            “O Senhor, pois, me disse: Arroja isso ao oleiro, esse belo preço em que fui avaliado por eles. E tomei as trinta moedas de prata e as arrojei ao oleiro, na Casa do Senhor.” (Zacarias 11.13) Só que se estivermos pecando, e não agindo como deveríamos na presença do Senhor, os dízimos e ofertas que tentamos comprar o Senhor, de nada servirá, Deus não poderá agir na vida de quem pensa que pode comprá-lo, que acha que o seu mandamento é somente este, e quem assim ensina, também sofrerá as conseqüências da sua irresponsabilidade. "“Então, quebrei a minha segunda vara Laços, para romper a irmandade entre Judá e Israel."” (Zacarias 11.14)Deus fará a diferença com quem é verdadeiro e quem não é, quem não só devolve os dízimos, mas também foge dos pecados e busca ser obediente a sua palavra, e o desobedientes, o relapso, o que as vezes devolve os dízimos mas vive de forma desordenada, vive nos pecados e espera que Deus o abençoe e o livre, pois acha que é a obrigação de Deus por ser dizimista, e acham que fizeram negócios com Deus.

            “E o Senhor me disse: Toma ainda para ti o instrumento de um pastor insensato. Porque eis que levantarei um pastor na terra, que não visitará as que estão perecendo, não buscará a desgarrada e não sarará a doente, nem apascentará a sã; mas comerá a carne da gorda e lhe despedaçará as unhas.” (Zacarias 11.15,16) Infelizmente são inúmeros os pregadores de benção, de prosperidade, de fantasia, isto com o único objetivo de arrecadar fundos, pois não amam realmente o rebanho, não se preocupam com a salvação das ovelhas, e, portanto ensinam mentiras e as conduzem ao erro e a perdição. Criadores de campanhas para todas as enfermidades e todos os problemas, onde a finalidade maior é o envelope, fazem as pessoas acreditarem nisto, e acabam perecendo, pois como acham que basta somente dar dinheiro que as bênçãos chegam, acabam não somente perdendo-as, mas atraindo maldiçoes para suas vidas. "“Ai do pastor inútil, que abandona o rebanho; a espada cairá sobre o seu braço e sobre o seu olho direito; o seu braço completamente se secará, e o seu olho direito completamente se escurecerá."” (Zacarias 11.17)

22/05/2013

QUEREM SOMENTE A BÊNÇÃO

E, sabendo que era da jurisdição de Herodes, remeteu-o a Herodes, que também naqueles dias, estavam em Jerusalém. (Lucas 23.7)

Quando prenderam Jesus o enviaram a Herodes, pois o mesmo se encontrava na cidade. Muitas das vezes um homem, uma mulher de Deus é enviado para falar de Jesus a algumas pessoas, para falar de amor, de obediências; mas muitas das vezes estas pessoas não querem ouvir a verdade, as vezes  querem engano, querem magia, querem mentira, e tem muitos e muitas igrejas  satisfazendo a vontade destes supostos cristãos. “"E Herodes, quando viu a Jesus, alegrou-se muito, porque havia muito que desejava vê-lo, por ter ouvido Dele muitas coisas; e esperava que lhe veria fazer algum sinal."”(Lucas 23.8) Veja que Herodes queria  ver algo anormal, queria ver sinal,  de igual modo tem muitos que vão a igrejas, ou buscam pessoas querendo ouvir revelações, profecias, sinais peripécias, buscam emoções, querem ver MAGIAS; mas as igrejas serias e verdadeiras, os pregadores realmente praticantes da palavra não tem isto para dar. O que tem para dar é o que Jesus mandou entregar , primeiro  é a palavra de Deus, é obediência a mesma, e não satisfazer pessoas ou se colocar na qualidade de animador de palco.

            “E interrogava-o com muitas palavras, mas Ele nada lhe respondia.” (Lucas 23.9) Existem igrejas e pregadores que saem da palavra para atenderem a pedidos, para enganar,  e assim consolar o povo, está a caminho do sofrimento eterno, pois o dever da igreja é falar sempre a verdade. Jesus prestes a ser crucificado se recusou a atender a vontade de Herodes, portanto devemos aprender a irmos buscar o Senhor em busca da verdade e não em busca de consolo, de bênçãos, mas buscá-lo por amor e sabendo que Ele é a verdade, e que a Bíblia é a palavra revelada. “"E estavam os principais dos sacerdotes e os escribas acusando-o com grande veemência."” (Lucas 23.10) Não importa se somos acusados de não nos emocionarmos tanto, quando deparamos com magias para agradar o povo, devemos sempre e em todo o tempo agir como Jesus nos ensinou, e ser Cristão é ser aprendiz, é procurar ser semelhante a Cristo, e recusarmos tudo o que não está de acordo com a Bíblia, com a palavra de Deus, e não aceitar estas criações e invenções de homens ou igrejas.

            “E Herodes, com os seus soldados, desprezou-o, e, escarnecendo Dele, vestiu-o de uma roupa resplandecente, e tornou a enviá-lo a Pilatos.” (Lucas 23.11) E muitas das vezes as pessoas por não encontrarem as mentiras e engano que buscavam, desprezam ou abandona o pregador, a igreja, não encontrando as revelações, emoções, desmaios, e profecias mentirosas ou do inferno, da mesma maneira que Herodes abandonou a Jesus, pois na verdade não o buscava, o que buscava era a mentiras e magias, mas mesmo assim foram abençoados só não perceberam. "“E, no mesmo dia, Pilatos e Herodes, entre si, se fizeram amigos; pois, dantes, andavam em inimizade um com o outro."” (Lucas 23.12)Vejam que eles não perceberam, mas Jesus operou o milagre, pois voltaram a serem amigos, houve amizade onde antes existia inimizades. Mas não ela o que ele queria.“"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos."” (Mateus 24.24)

21/05/2013

ptDEUS QUE REVELA O FUTURO! PR. MARCOS FELICIANO ESTAVA AVISADO!

DESABAFO DO PASTOR MARCOS FELICIANO

UM RECADO PARA OS FOFOQUEIROS E FOFOQUEIRAS DE PLANTÃO….

dom de lingua

O que tem de gente fofoqueira metida a santarrões e moralistas dentro das igrejas (principalmente de igrejas pentecostais cheias de legalismos falidos, dogmas de homens, que só servem para escravizar as vidas!) Conheço uma lá no BP VIX  que só Jesus na causa… eita mulher oprimida…. Sai dela, bichão!

Não é só irmãs, não… Tem muitos HOMENS fofoqueiros e matraqueiros do inferno, até mesmo sobre os pulpitos…

Na verdade, o/a fofoqueiro(a) não passa de uma pessoa frustrada, mal amada, invejosa, que já não tem anda de interessante para fazer nem mesmo na própria vida, e se presta a  ficar cuidando da vida dos outros, querendo destruir e ppertubar. São pessoas que carregam um espírito de demônio pertubador, e que precisam de libertação e conversão genuína.

A estas pessoas eu aconselho: procurem se libertar deste hábito maldito, parem de fofocar e criticar a vida dos outros, olhem para suas próprias vidas, seus lares, seus filhos, seus maridos, suas esposas, enfim, cuidem de suas vidas.

Peçam a Deus que os liberte deste demônio que atua em vocês, se concertem enquanto é tempo. Tire a trava do seu olho, pois desta forma Jesus vai voltar e você que age assim ficará para tráz…

Deus ama vocês também…

(Pena que eu não posso dar nomes aos bois e nem as vacas… São muitos, mas eu adoraria fazer uma listinha aqui… Mas BP VIX já quer dizer muito, né?)

SER DIFERENTE É QUERER SER IGUAL A CRISTO

“Sabemos que todos queremos ser diferentes, mas, ser diferente é algo bom”? E, devemos ser diferentes de quê, ou de quem e por quê?
O dicionário diz que diferente é também desigual. Muitas vezes pensamos que somos diferentes pelas roupas que vestimos, pela rotina de ir para igreja, ou por determinadas funções que temos, mas isso não nos torna diferentes e não é apenas essa diferença que Deus quer ver em nós, e sim a diferença que nos torna iguais a Cristo.
Portanto estamos, assistindo uma grande Inversão de valores, creio; que na verdade estamos sempre calados, aceitando ser a minoria, é o grito na garganta, que jamais saiu, talvez seja porque estas aberrações não chegaram a mim nem tão pouco minha família.
Contudo estamos caminhando em um grande buraco negro da prostituição, onde ser diferente é o homem ser mulher e a mulher ser homem. Na mídia e o mundo que nos cerca atribui-nos a mentalidade que não há mais diferenças, a grande sacada da inversão de valores e coloca-lo nos arbusto da escuridão, ou seja, trocamos apenas o nome do ato pecaminoso que a sociedade nos apresenta, como?
Vou te dizer!
A traição virou programa, Os shows gospel virou evangelismo, a pregação virou por muitos pastores uma normalidade de um dogma doutrinário;
A vida de muitos passou a ser convivente com o sistema, não tem efeito em suas palavras muito menos seus testemunhos, a voz do povo clama no deserto, não para que um povo sem Deus seja diferente, mas que eles vejam a diferença em nós.
Ai está à chave que nos trará um evangelismo que opere transformação, e salvação.
É bem logico que nós não vamos mudar o plano já desenvolvido por satanás a quase seis mil anos, que agora com a permissão de Deus, irá assumir por alguns anos o desejo de se sentir igual a Deus. Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus. Apocalipse 17:17
Mas podemos fazer a diferença não sob um programa, de quando posso, ou quando eu quero, mas sim, sob uma ordenança e obediência, de ir e levar o evangelho Nos 4 canto do mundo com a mensagem (Logos) SÓ JESUS CRISTO SALVA.
 "Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!" - 1 Coríntios 9:16
A quem é imposta essa obrigação Paulo, só ele? Será que estou inserido também?
Não adianta ser diferente do mundo por algumas coisas, precisamos ser diferentes como Jesus foi, mesmo em meio as dificuldades, precisamos ter um comportamento diferenciado, conversas que agradam a Deus, e demonstrar um arrependimento genuíno todos os dias, pois, não estamos aqui para agradar ao mundo nem as pessoas que nele vivem e sim ao nosso Criador. Precisamos ser imitadores de Cristo como Paulo foi:
“Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” 1 Coríntios 11.1
E, como Bíblia nos orienta:
“Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados” Efésios 5.1.
A diferença é percebida através da transformação e intimidade que temos com Deus. É atitude, e não apenas palavras, e esse devem ser nosso maior desejo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥