Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

03/10/2012

UMA PALAVRA ESPECIAL


Em 2ª Reis capitulo 5 encontramos a história de um homem militarmente poderoso, e com toda certeza, muito rico, dono de muitos bens e sua autoridade o fazia ser um grande homem dentro da nação da Síria.
Com certeza, ao falar de Naamã, estamos falando de um grande estrategista de guerra, um homem dotado de enorme inteligência, o que lhe fez chegar a ser chefe de todos os exércitos da Siria, e a única autoridade maior do que a dele naquela nação era a do rei Bem-Hadade.
Naamã era, sem dúvida,  um homem bem sucedido (era o chefe do exército do rei da Síria). 
Naamã era amado por seus soldados. 
Naamã gozava de muito conceito e respeito por todos do seu país.
Naamã era um homem abençoado por Deus (por meio dele, Deus dera livramento aos sírios). 
Naamã tinha uma esposa que o amava e se preocupava com ele. 
Naamã era valente.
Então... era um homem que eu e você teremos dificuldade em imaginar que ele tivesse alguma necessidade...
Mas ele tinha necessidade sim... e era uma necessidade que nem toda sua riqueza, sua fama, sua autoridade ou mesmo sua inteligência poderia suprir.
O versículo 1º termina com a frase: “...porém, era leproso!”
Contudo, ao saber que em Samaria havia uma possibilidade de cura por meio de um profeta, Naamã imediatamente tomou todas as providencias para poder ir atrás do profeta de Deus. Viajou por quilômetros, dias até, até chegar a seu destino. E ali foi curado de seu mal, e ainda se tornou um adorador.
O poderoso Naamã precisou ir até o servo de Deus e foi...
 O que aprendemos com isso?
Hoje, em bairros considerados favelas, vemos pessoas que mal tem o que comer, moram em barracos caindo aos pedaços sobre suas cabeças, e ainda assim, são verdadeiras taperas obtidas por invasão. Sem empregos, sobrevivem com rendimentos bem abaixo do que uma pessoa precisa para viver com a mínima dignidade possível. Vivem em meio a comunidades entregues ao tráfico de drogas, onde os comandantes do tráfico mandam e demandam, fazendo o que bem entendem.
O engraçado é que estas pessoas (não todas) não entendem uma realidade que tanto eles quanto os milionários tem em comum:
Eles precisam de Deus. Precisam dos sacerdotes que Deus, pela sua misericórdia, levanta para ministrar sobre eles.
O servo ou será de Deus, atendendo o chamado de Deus, se dedica a vontade de Deus e se põe como ministro de Deus naquele lugar.
Põe a sua vida em risco, usa até mesmo de seus próprios recursos para manter ali naquele lugar uma porta para a evangelização daquelas almas, busca por meios próprios ajudar àquelas pessoas no social, objetivando trazer uma melhora às suas vidas.
Gasta de seus recursos para estar ali, anda a pé para poder se fazer presente, se sacrifica, se dedica...
E o que ele tem em troca?
Nem o reconhecimento de seus esforços, nem mesmo que aquelas pessoas que aprendeu a amar com o amor de Cristo estejam presentes nos cultos que celebra...
Elas demonstram que “não” precisam do sacerdote de Deus...
Naamã, que era muito rico, tinha empregados e escravos, muitas propriedades, um dia precisou de um profeta de Deus; e estes “desprovidos de recursos”(para não falar a palavra adequada), estes pobres coitados que não tem nem onde cair vivo (pois mortos caem em qualquer lugar), não tem nem morada digna, se julgam tão “perfeitas” e “melhores” do que aquele servo ou serva de Deus que está ali ralando para levar a mensagem de Deus para eles que que acham que “não” precisam do profeta(a) de Deus que ali está procurando servir a Deus como instrumento de Deus sobre suas vidas. Eles falam que é o “profeta que precisa deles, não eles do profeta...”
Fala sério... este povo perdeu o juízo... estão loucos...
O profeta de Deus não precisa deles não, pois se ali o profeta de Deus for rejeitado ali, Deus o envia para outro lugar...
Lembre-se da palavra do Mestre: "Se em algum lugar te recusardes e não te ouvirdes, sacode a poeira dos teus pés em testemunho contra eles e segue...”
O profeta de Deus vai ser profeta onde quer que ele estiver... Deus será com ele...
Pois ele sabe que fez a sua parte... ele sabe que se empenhou até onde deu para cumprir com o ide de Jesus em sua vida...
Agora, se alguém julga que não precisa do profeta de Deus,este alguém corre sério perigo de apostasia...
Pois se Deus estabeleceu os ministros do Evangelho, os obreiros, é porque Deus os instituiu para servir diante do povo...
Ou seja, somos ministros de Deus para servir a Deus diante do povo...
Ensinar a palavra ao povo, interceder, até que o povo tenha crescimento espiritual satisfatório e eles mesmos virem também servir como instrumentos de Deus assim como os profetas...
Até nós que já ministramos precisamos de outros que ministrem sobre nós...
Naamã, sendo poderoso e milionário, precisou de um profeta de Deus.
Será que este pessoal ai não precisa do profeta de Deus? Se não precisam, por que suas vidas estão arruinadas assim?
E você, servo ou serva de Deus que se dedicou para realizar uma obra em algum lugar e o povo te rejeitou, não lhe deu o devido valor, e te boicotaram, fica triste não... tem muita gente pelo mundo a fora que vai saber reconhecer seu serviço, embora a recompensa vem de Deus, Deus abomina a ingratidão... e pode ter certeza de que Deus vai fazer justiça e vai te por numa terra onde você vai ser valorizado como servo(a) de Deus, e estes que hoje te rejeitaram vão se arrepender, mas será tarde demais...
Meditem, ok?
A obra não para... Deus conosco está!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥