Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

30/07/2010

Inimigo leal versus falso amigo... o que é melhor?

Duvido que exista um ser humano que não tenha inimigo. É uma figura inevitável. A coisa melhor do mundo é quando o inimigo é honesto e sincero.
Por que? Porque o inimigo verdadeiro é assumido contra você: em tese e por princípio, por gosto e preferência, por inafinidade e divergência.
O inimigo sincero tem a coragem necessária para dizer, de público, que o tem por desafeto. Se necessário, o inimigo leal é bastante coerente para atacar, atentar contra a sua vida e sua reputação. Detonar a sua integridade física. Enxovalhar seu emocional. Zerar seus sentimentos e dinamitar seu lado espiritual. E até mesmo tentar acabar com a sua existência.
E o bom é que o inimigo honesto não faz isso às escondidas, na calada da noite ou na surdina: o verdadeiro inimigo sabe ser fiel aos próprios sentimentos com a mesma honradez com que cultiva as pessoas de quem diz gostar.
Visceralmente anti-você, o inimigo
honesto promete o pior. E você pode esperar pelo mal de que a figura é capaz. Se não tem pedra em seu caminho, por exemplo, o inimigo leal anda mil quilômetros só para arrumar uma que encaixa direitinho no seu sapato. E calunia você. Joga lama em sua imagem. Quer ver você na sarjeta.
Mas... tudo bem! A criatura é sua inimiga. O jogo é declarado. Até nisso, portanto, pode haver o fair play.
O bom do inimigo declarado é que você pode se defender de venenos que lança contra você. Difícil mesmo é lidar com a falsidade, a hipocrisia, a simulação e a dissimulação do falso amigo. É preferível o inimigo leal, diante de quem você se prepara para se safar. É nisso que reside o valor d@ inimigo honesto.
Os falsos amigos são intragáveis. São como vômito, como cadáver em decomposição. São um estorvo para a humanidade. São seres fracassados e agem principalmente movidos pela inveja. Aparentemente, o falso amigo o trata bem. No fundo, quer a sua caveira. Ironia, sarcasmo e joguinhos idiotas são coisas que o falso amigo adora fazer com você. Mas respeito mesmo que é bom, nada.
Uma de suas armas mais usadas por eles é a calunia, a fofoca e os boatos. Com incrível criatividade, inventam fatos, criam circunstâncias irreais, e usam todos os meios de comunicação para espalhar essas produções de suas mentes doentes. São seres que na verdade querem destruir você, querem te afundar, mas usam um disfarce mentiroso de amizade que na verdade nunca existiu da parte deles para com você. São como Office boys do Demônio, que ficam de leva e traz, e depois, na maior cara de pau e hipocrisia, se dizem seus amigos, e tentam demonstrar que estão indignados com aquela injustiça.
Mas a sua deslealdade ao caba entregando, e a qualquer momento você descobre que ali está um adversário covarde, hipócrita, sem caráter, o qual você desconhecia. Por isso, fique atento aos sinais, pois o falso amigo ele acaba cometendo falhas em suas hipocrisias que são como sinais que o desmascaram.
O que vale é o entreguismo por parte do amigo falso e o desejo que mantém de ver você no inferno astral o tempo todo, a toda hora, todos os dias.
É... como há um tempo para cada coisa embaixo do céu; e como só podemos colher aquilo que plantamos, a melhor coisa que devemos fazer é continuar nos defendendo de nossos inimigos leais.
Quanto aos amigos falsos, o jeito é esperar o tempo da colheita porque passarão. Com certeza, esse tempo virá. E virá na mesma proporção da maldade que nos dirigem desde os próprios corações.
Uma coisa que não pode ocorrer é nós mesmos entrar nesse time... se você não gosta de alguém, não finja ser amigo desse alguém, tenha m pouco de caráter e seja sincero... melhor um inimigo leal do que um amigo falso... para o inimigo leal existe chance de salvação, mas para o amigo falso, esse ai está destinado ao fogo eterno do inferno...

E que Deus se descuide de ambos, fazendo-os acabados por conta própria. Isso é o bastante para o nosso contentamento.
______________________________________________________
Dedico essa postagem a todos os meus INIMIGOS LEAIS, os que tem o bom caráter de demonstrarem ou dizerem que não me suportam e que querem me ferrar, que não se escondem atráz de sorrisos hipócritas, que fingem serem amigos para conseguir alguma vantagem ou agirem covardemente, como fazem os FALSOS AMIGOS. Eu peço a Deus que abençoe os meus inimigos leais por sua sinceridade.
Eu queria poder dar nomes aos bois aqui, mas sei que o blog é sempre visitado por esse pessoal, e como dizia a minha saudosa mãe, a carapuça há de servir. A máscara está caindo....

Como Paulo seria recebido em algumas igrejas do nosso tempo?

O que aconteceria se um homem como Paulo chegasse a algumas "igrejas" da atualidade?

Primeiro veja uma parte do currículo de Paulo:
"...Cinco vezes recebi dos judeus uma quarentena de açoites menos um; fui três vezes fustigado com varas; uma vez, apedrejado; em naufrágio, três vezes; uma noite e um dia passei na voragem do mar; em jornadas, muitas vezes; em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos entre patrícios, em perigos entre gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalhos e fadigas, em vigílias, muitas vezes; em fome e sede, em jejuns, muitas vezes; em frio e nudez." (2 Coríntios 11.24-27).

Sem sombra de dúvida, se Paulo chegasse com esse currículo a uma destas "igrejas" receberia as seguintes instruções:
- Olha Paulo, creio que você está com algum encosto. Você sente dor de cabeça de vez em quando?
- Paulo, creio que você precisa vir a nossa reunião de libertação, pegar os 7 elementos sagrados e trazer uma oferta para Deus "liberar" a sua libertação. É claro que, tudo isso, depois que você fizer o "Banho do descarrego". Depois disto a vitória é sua irmão!
- As segundas-feiras, você precisaria participar também do nosso Congresso Empresarial. Sua vida está andando para traz, isto é coisa do devorador, ele está destruindo suas finanças! Precisamos orar forte sobre isso. Deus não nos chamou para ser cauda, mas para ser cabeça.
E aos domingos pela manhã, é fundamentalmente importante que você venha assistir a EBD, pois somente com a leitura de nossas revistas você poderá obter  conhecimento necessário par avocê poder atingir um nível melhor de espiritualidade.
- Ah, Paulo, se você puder vir hoje à noite, talvez possa conseguir pegar uma gota do suor "ungido" do nosso Bispo, aí as coisas se resolvem muito mais rápido para você!
-Ah, seria interessante você pegar ali uma pedra do Édem, que distribuímos para os que voluntariamente trazem uma oferta simbólica de centenas de reais, pois assim você estaria sendo abençoado em seu lar. E penso também, senhor Paulo, que o senhor poderia vir a nossas terapias do amor, pois o senhor parece que sofre muito com a solidão. E é de extrema importância que o senhor adquira a revista de Escola Bíblica, pois o senhor necessita aprender a nossa teologia equilibrada. E nem pense em se ausentar dos cultos de ensinamento, pois o senhor tem muito a aprender com os nossos pregadores de hoje. “E desde já leve o envelope ungido para que o senhor possa fazer o voto do impossível.”
Fico imaginando as respostas de Paulo as falas acima, mas prefiro não escrevê-las.
Paulo não serviria para ser membro destas igrejas!
Paulo as rejeitaria e seria rejeitado por elas!

24/07/2010

DIZIMO E A AÇÃO SOCIAL


Em Malaquias 3.10, o conhecidíssimo versículo que fala sobre dizimo, lê-se: "Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa..."
O texto ai é um texto imperativo, é uma determinação, uma ordem. A pergunta que fica a ser analisada aqui é essa: "para que tem de haver ou ter mantimentos na Casa do Senhor? Para qual finalidade o Senhor Deus quer que na sua casa, que ai simboliza o templo, haja mantimentos?"
Pensando nessa pergunta, analisei diversos textos, e transcrevo aqui as minhas conclusões! Não transcrevo como dogma ou doutrina, mas apresento como interpretação particular, uma idéia ou resposta minha sobre o assunto questionado; assim, pense bem antes de querer me taxar de semeador de heresias...
Na época da lei, além de bom costume, era lei que o povo dizimasse com a décima parte de sua renda (toda forma de renda)
Esse dizimo era mantido nas sinagogas e templos, onde era distribuído aos necessitados. Havia fartura na casa do tesouro e essa fartura era para sustento dos sacerdotes que ficavam lá integralmente, também para a manutenção do templo e sinagogas, mas era também para socorrer a necessidade do povo.
Nos evangelhos encontramos Jesus Cristo, que durante a realização de seu ministério, sempre demonstrou preocupação social com o povo. E demonstra bem claramente que os recursos financeiros que sua comitiva possuía era para manutenção de seu ministério e para socorrer aos necessitados.
Curiosamente hoje uma irmã em Cristo me ligou e falou que esteve no médico o qual receitou um determinado medicamento e agora ela iria a um tempo católico onde se desenvolve ação social, para tentar ganhar esse medicamento, pois estava sem recurso para adquirir o mesmo na farmácia. E olhe que essa irmã participa numa igreja (congregação) bem próspera. Outro irmão me parou na rua há alguns dias e me reclamou uma ajuda para adquirir uma cesta básica de mantimentos, pois estava passando por mau período momentâneo em sua vida, e estava a caminho de uma ação social, também mantida pela igreja Católica.
É interessante notar ou lembrar que os ditos evangélicos têm o hábito de confrontar com os católicos por questões doutrinárias, e em muitos casos se colocam como donos da verdade absoluta.
Eu leio em 1ª Pedro 1:5-6, e vejo ali a palavra "caridade"; Caridade nada menos é do que o amor posto em ação. No mesmo tempo vemos também a palavra "fraternidade" que é amor ao próximo.
Eu questiono: onde estão os dízimos e demais recursos recolhidos por essas igrejas onde esses dois cristãos que mencionei aqui fazem parte? Em que são aplicados esses recursos? Por que não há mantimentos na casa do tesouro (tesouraria) dessas congregações, que possam socorrer essas e muitas outras necessidades?
Será que a manutenção desses templos é tão imensa que consome todo o recurso? Ou será que os lideres dessas congregações recebem um salário tão alto que não da para sobrar alguma coisa para o socorro das necessidades dos próprios membros dessas congregações? Não sou contra os salários desses lideres desde que eles façam por merecer... desde que eles estejam à disposição da obra e de seus fiéis em tempo integral, exatamente como os apóstolos faziam na igreja primitiva...
É inadmissível um membro de uma congregação ter de ir a outra porta para angariar ajuda, ou pior ainda, ir a outras religiões diferentes da sua para conseguir ajuda social em eventuais necessidades que possa estar passando. Afinal, de que nos adianta falar de fé se na hora de ajudar um dos nossos afirmamos que não temos ou não podemos e os nossos fiéis têm de ir a outras portas?Jesus, em seu ministério, sempre recebia donativos de pessoas que apoiavam sua obra. E alem do mais vemos que por ocasião de seu nascimento, ele recebeu presentes valiosíssimos dos reis que o visitaram, incenso, mirra e outro, entre outras riquezas. Esses donativos não foram usados, mas certamente foram guardados, pois seus pais sabiam que aquela criança era diferente das demais e que tinha uma árdua missão a cumprir. Isso justifica o fato de seu pai José ter trabalhado como carpinteiro por toda a vida.
Esse tesouro certamente foi posto a disposição da obra, e foi usado no ministério de Jesus. Tanto é que se vê a necessidade de um tesoureiro. E esse se vê vitima da ambição, o que nos faz entender que não estamos falando de poucos recursos.
Jesus fazia a sua obra espiritual, mas nos deixou o exemplo de que a verdadeira obra de Deus inclui o ministério de socorro, ou seja, a pratica de ação de caridade, ação de amor para com os que necessitam. E não venha me dizer que para dar a ajuda, como alimentação, para o povo, Jesus fazia milagres, como o da multiplicação de pães; e mesmo na ocasião, ainda antes do milagre, houve quem opinasse que fossem comprados pães para o povo... Ninguém pensa em comprar Paes para mais de cinco mil pessoas com ninharia... E Jesus não fez o milagre para poder poupar uns trocados, Jesus fez o milagre, pois era propósito de Deus que o milagre fosse feito.
Assim, vemos o exemplo dado por Jesus que o verdadeiro ministério evangélico ele tem o lado social, a obra de caridade. E os recursos para esta obra estão na casa de tesouro...
E em Atos dos apóstolos, vemos o exemplo do apostolo Pedro que determinou a criação de um setor na igreja para tratar desses assuntos... Veja Atos capitulo 6.
Mas, o que vemos hoje em muitas congregações e denominações, é bem diferente dessa realidade... Não são poucos os pobres coitados que passam fome e outras necessidades dentro de igrejas por ai, igrejas essas que são governadas por pessoas inescrupulosas, mesquinhas, egoístas, miseráveis, pessoas desprovidas de amor ao próximo, que só se preocupam com o próprio bem estar, não esta nem ai para o seu próximo e de seus fieis só quer o dizimo e as ofertas, e a reverência, nãos e lembram nem para dar um telefonema para saber se a pessoa esta bem. São mesquinheiros que não deveriam ser lideres, pois não tem a maior qualidade necessária, que é o amor ao próximo. (nessa altura aqui eu adoraria e muito dar nomes aos bois, mas a ética me faz não mencionar aqui alguns canalhas e cretinos que conheço...)
Recebem dízimos, enchem seus cofres, se dizem ser integrais na obra, mas ninguém os encontra quando precisa se falar com eles, a não ser no culto, e quando se pede algum tempo para falar com eles, eles dizem que terão de agendar, mas nunca agendam, mas recebem salários gordos para estarem ali, embora se se comportam dessa forma. E quando um fiel vai solicitar ajuda, esses lideres enrolam, não ajudam, alegando que não existe recurso na igreja para isso, aparece tanta divida na hora, e ainda falam que estão mantendo missionários lá no fim do mundo, e por tanto não tem recurso para a caridade local. Onde essa raça de víboras enfia os recursos que mensalmente entram na tesouraria? Onde gastam esses recursos? Será que enviaram tudo para os refugiados do Afeganistão?
E ainda ficam falando mal do fiel que pediu a ajuda... E se por um acaso dão alguma ajuda, é uma ajuda incompleta, e é feito de má vontade, e ainda usam essa "generosidade instantânea" para se promoverem, agindo como verdadeiros hipócritas e cretinos que realmente são...
Mas eu louvo a Deus por que nem todos se corromperam assim, ainda existe um remanescente fiel na Terra, que entende que a verdadeira obra de Deus inclui também cuidar do físico dos necessitados. E ao invés de ficarem condenando os adeptos de outras crenças, se preocupam em viver um evangelho verdadeiro, genuíno, e assim mostrar a verdadeira força do verdadeiro cristianismo. São pessoas que tem a chamada para a liderança e que estão na terra para servir aos rebanhos que estão sob seus cuidados. Dão as suas vidas pelas suas ovelhas e essas sabem que estão debaixo da autoridade de lideres realmente chamados por Deus, mesmo que eu esses lideres sejam pessoas humildes, sem estudo, sem altas graduações teológicas, sem ternos de luxo, sem destaques na sociedade, mas com o coração cheio de genuíno amor para com o próximo e com as almas. São homens e mulheres realmente chamados por Deus, mas que vivem em muitos casos debaixo de constante guerra em que são vitimas de perseguições, a maioria destas promovidas por colegas de ministério, mas que nunca desistem de servir a Deus e ao próximo, e sempre prosseguirão a frente, pois não há quem os impeça, pois a estes Deus tem dedicado um zelo especial.
Na verdade, a minha real intenção com esse texto é incomodar e denunciar certas situações que em muito me afligem em minhas caminhas na obra de Deus. Sei que não sou perfeito e eu mesmo vejo em minhas uma infinidade de defeitos que eu tenho... E nunca quis transmitir uma imagem de "perfeição", ou de que sou melhor do que os outros... Nem quero demonstrar que me acho melhor do que os outros... Eu não sou melhor do que ninguém... Mas resolvi não me calar mais diante dos abusos de certas pessoas que se dizem ser de Deus, e que andam a pisar nos servos e servas humildes de Deus. Minha maior riqueza é a sabedoria que Deus me deu e usarei essa sabedoria para falar, para protestar contra o que for inconveniente... Denunciarei as injustiças dentro da área para a qual fui chamado para atuar: a igreja de Deus!
Quem discordar comigo eu desafio a usar a Bíblia Sagrada e vir me desmentir ou tentar me convencer do contrario... mas venham com a Bíblia, e não com argumentos imbecis ou hipócritas...
Sei que essa minha palavra vai incomodar a uns e outros por ai, sei que serei abordado e haverá quem fale comigo que estou errado, assim como já fizeram com relação a outros textos que publico aqui na Internet... Dizem eles que não posso publicar esses assuntos no teor que escrevo, que estou errado ou mesmo que eles não concordam, como se a concordância deles me faz alguma diferença; até ponde sei, sou que quem pago meu acesso a internet, uso a minha liberdade de expressão, que me é garantido por leis constitucionais, sua autoridade eclesiástica reconhecida por Deus e por órgãos competentes e idôneos na comunidade evangélica brasileira e internacional., tenho formação eclesiástica competente, e por tanto não preciso da aprovação de A ou B para escrever esses e outros textos que temos ou teremos aqui no meu espaço, que além de ser meu, não tem nada a ver com a ideologia de ninguém. Como o meu saudoso pai dizia, "só mesmo os bodes berrarão diante da verdade que os incomodará"...
Quem quiser se comunicar comigo por email, em qualuqer idioma ou língua: m.fd.mr@htmail.com

23/07/2010

O Avivamento do Odre Novo


Este avivamento não é superficial nem põe uma capa de espiritualidade nas pessoas. Ele tira a capa e confronta as feridas produzindo um desenvolvimento espiritual consistente. Ele vem não para produzir filhos tímidos e mimados, mas para formar verdadeiros guerreiros; vem para sarar a esterilidade do corpo de Cristo e levantar uma geração que conquistará nações cumprindo a grande comissão.
É um reavivamento da cruz, no qual não existe espaço para religiosidade e a falta de quebrantamento!
Este perfil restaurador do avivamento foi evidenciado por Jesus: "Nem se deita vinho novo em odres velhos; do contrário se rebentam, derrama-se o vinho , e os odres se perdem; mas deita-se vinho novo em odres novo, e assim ambos se conservam" Mt 9.17.
O vinho novo representa um enchimento de Deus, o odre novo é o símbolo de uma personalidade curada, uma consciência pura, um passado resolvido e um futuro promissor. O mover de cura na personalidade que sara o ventre da igreja restaurando a capacidade de gerar a vontade de Deus, liberando dons e chamados é a marca do genuíno avivamento e a garantia de que esse avivamento vai permanecer e reproduzir seus efeitos na vida de muitos.
Quando o Espírito Santo vem, gera mudanças e renovação de mente. Assim como o vinho novo exerce pressão sobre o odre através da fermentação, o poder do Espírito requer uma personalidade consistente, porém flexível.
"Eis que o meu ventre é como o mosto, sem respiradouro, como odres novos que estão para arrebentar"
Jô 32.19.
O odre novo é o vaso que vai suportar o preço do avivamento, conservando e amadurecendo a unção. O odre velho aborta o avivamento, depositar o vinho novo em odres velhos tem sido uma desastrosa transgressão da igreja.
O Evangelho não é um livro que se carrega debaixo do braço, é um estilo de vida que se renova constantemente.
Estamos cansados de tantas "velharias" em nossos cultos, queremos ver a renovação de nossos ministros e em nossas igrejas...

12/07/2010

A DOUTRINA DE JEZABEL

“Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.” Ap 2:20
Apocalipse 2 afirma que existem marcas que distinguem a doutrina de Jezabel. Jesus tornou o nome da ímpia – rainha Jezabel sinônimo de falsa doutrina. Trata-se de uma doutrina que ensina que algo mal pode ser bom, que o profano pode ser puro. Vejamos, de acordo com Apocalipse alguns desses ensinos:”A si mesma se declara profetiza”
Como a igreja não pode ser dirigida por profecia, ela tem de ser dirigida pela palavra de Deus. Jezabel diz: ”O Senhor está me revelando algo.”
Mas “ela a si mesma se declarou profeta”. Não podemos aceitar isso. Uma pessoa não pode si declarar profeta. A igreja tem de reconhecer seu ministério profético. Abaixo de Jesus, é a igreja que tem o poder de dar autoridade, de ligar no céu e desligar na terra.
Seguir a autoridade da igreja nos livra do risco de acolhermos falsos profetas que nos exporiam a graves perigos. Jeremias faz uma advertência àqueles que se dizem profetas sem que o Senhor tenha confirmado:
” Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas, que entre vós profetizam; fazem-vos desvanecer; falam da visão do seu coração, não da boca do SENHOR. Dizem continuamente aos que me desprezam: O SENHOR disse: Paz tereis; e a qualquer que anda segundo a dureza do seu coração, dizem: Não virá mal sobre vós. Porque, quem esteve no conselho do SENHOR, e viu, e ouviu a sua palavra? Quem esteve atento à sua palavra, e ouviu? Eis que saiu com indignação a tempestade do SENHOR; e uma tempestade penosa cairá cruelmente sobre a cabeça dos ímpios. Não se desviará a ira do SENHOR, até que execute e cumpra os desígnios do seu coração; nos últimos dias entendereis isso claramente. Não mandei esses profetas, contudo eles foram correndo; não lhes falei, contudo eles profetizaram. Mas, se estivessem estado no meu conselho, então teriam feito o meu povo ouvir as minhas palavras, e o teriam feito voltar do seu mau caminho, e da maldade das suas ações. Porventura sou eu Deus de perto, diz o SENHOR, e não também Deus de longe? Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? diz o SENHOR. Porventura não encho eu os céus e a terra? diz o SENHOR. Tenho ouvido o que dizem aqueles profetas, profetizando mentiras em meu nome, dizendo: Sonhei, sonhei. Até quando sucederá isso no coração dos profetas que profetizam mentiras, e que só profetizam do engano do seu coração? Os quais cuidam fazer com que o meu povo se esqueça do meu nome pelos seus sonhos que cada um conta ao seu próximo, assim como seus pais se esqueceram do meu nome por causa de Baal. O profeta que tem um sonho conte o sonho; e aquele que tem a minha palavra, fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha com o trigo? diz o SENHOR. Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a pedra? Portanto, eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu próximo. Eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse. “ Jr 23:16-31
Dar ouvidos a falsos profetas traz destruição à igreja. Quantas igrejas sofreram divisões, enfrentaram crises por causa de falsas profecias e falsos profetas!
” E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. “ II Pe 2:1
Existem muitos profetas de Deus, verdadeiros legitimizados pela autoridade divina. Contudo “o” profeta de Deus é Jesus Cristo. Ele é o único, o profeta.
Os líderes da igreja não podem dirigi-la baseado em profecias humanas, mas sim na Palavra de Deus que é a vontade revelada do Senhor. O apostolo João nos adverte a não aceitarmos pessoas que a si mesmas “profetas”. Elas estão na doutrina de Jezabel.
”AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” I João 4:1

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥