Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

22/12/2009

F E L I Z ♥♥♥ 2 0 1 0


Existem momentos que olhamos pra todos os lados e perguntamos: "de onde nos virá o socorro?" Sabe aquelas horas que parece que chegamos ao fim do tunel e não temos saída? Ai nos lembramos de Deus e clamamos a Ele.tal qual Moisés a beira do Mar Vermelho.E Deus nos responde:"Siga em frente!" Temos que crer e andar pela fé;É ai que veremos o milagre!
Lázaro já estava sepultado a quatro dias e estava em adiantado estado de decomposição. Ningúem ali mais acreditava em qualquer esperança, afinal ele já estava morto e sepultado. mas é exatamente ai que acontece o inesperado!
Jesus chama Lázaro de volta a vida! É quando acaba os recursos humanos que se inicia a proviedência divina! Apenas creia e espere por Deus! 
Que em 2010 vc possa ver a providencia divina em sua vida! Que voce possa saber que Deus estará contigo sempre! Não se dê por vencido(a)! A vitória de Deus é sua! Seu inimigo vai ficar chupando dedo pois verá vocw brilhar no céu dos vencedores! Voce crê nessa promessa de Deus pra vc?




seu amigo PR. MILTON RABAYOLI
Mensagens Para Orkut - MensagensMagicas.com



starsDeseje feliz Ano Novo aqui:
www.mensagensmagicas.com/ano-novo.html

17/12/2009

IGREJA PIRATA


“Pois nem mesmo os seus irmãos criam nele”. (João 7:5)

Pregações bem preparadas, emoções intensas, templos lotados. Aprendemos a fazer igreja! Não há muito segredo… a fórmula é conhecida, uma história bíblica bem contada, uma música comovente, um apelo no momento certo e pronto, uma multidão disposta a obedecer. Pirateamos a igreja! Criamos um cristianismo sem Cristo. Vazio em essência, mas repleto em liturgias e leis.
Parece que de repente aprendemos a produzir relacionamentos, sentimentos e discursos falsificados. E mesmo o que parece intenso não perdura quando se exige um pouco mais de verdade ou de profundidade. Nada mais tem conteúdo, nada é realmente estável, simplesmente porque temos fabricado um cristianismo sem Cristo. Se a igreja é o corpo de Cristo, o que produzimos parece algo criado para protagonizar um filme de terror: uma noiva imunda, que vaga pela terra sem cabeça!
Sim, este é o grande problema, ignoramos Cristo. Já não cremos nEle, tomamos sua palavra como uma filosofia que, se for bem aplicada, nos assegurará o que quisermos. Em João 7 lemos que os irmãos de Cristo não criam nele. Conviviam com ele, o acompanhavam dia-a-dia, ouviam suas palavras, mas seu coração não estava ali; preferiam duvidar. E você? Ainda crê nEle?
“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo”. (Ap 3:20)
Gostamos de aplicar este versículo àqueles que ainda não conhecem a Cristo. E mais uma vez ignoramos… ignoramos que este alerta é parte de uma das cartas às igrejas da Ásia. Cristo tem sido expulso de sua própria igreja. Temos o forçado a assistir tudo de fora, mas ele ainda bate, esperando que alguém abra a porta e o convide novamente ao lugar de onde Ele nunca deveria ter sido expluso.
Será que não nos limitamos apenas a cumprir uma agenda eclesiástica? O cristianismo sem Cristo vira filosofia, a pregação sem a paixão da salvação não difere muito de uma simples palestra de auto-ajuda.
Superficialidades, falsidades… Até quando faremos com que Cristo as suportem? Não há nada mais real do que nosso Salvador. O que falta para que sejamos convencidos disto? Quais evidências ainda são necessárias? Fé é toda a evidência que preciso! Pois nEle e apenas nEle quero viver, me mover e existir porque dEle sou geração (AT 17:28)!
“Diz o insensato no seu coração: Não há Deus”. (Sl 14:1)
Insensatos líderes… Creiam… Há Deus! Jesus está batendo… ainda não é tarde para abrirmos a porta.

o modelo do pastor genuíno


O trabalho de alguns pastores tem sido alvo de ferozes críticas na mídia. Os jornais e a TV não perdoam deslizes e se incumbem de levar os escândalos aos ouvidos de toda a nação.
Como evangélicos, não gostamos de ver o bom nome do Evangelho maculado  pelo testemunho inadequado de homens que deveriam ser exemplos de vida.
Já ao tempo do Novo Testamento, a Igreja sofria certas ameaças. Lobos que se vestiam de ovelhas rodeavam o rebanho de Jesus. Seus interesses eram egoístas; seus métodos, espúrios; seu vocabulário, enganador. A existência dessas falsos apóstolos já era uma desgraça presente na vida da igreja. Mas não eram tolerados, eram vombatidos pelos verdadeiros servos de Deus.
O texto de 1Pedro 5: 1-4 é um verdadeiro crivo para separar o bom do mau pastor. Em dias de mercantilismo da religião, em que pessoas com caráter doentio promovem escândalos, é necessário que aprendamos com o apóstolo as atitudes fundamentais de quem deseja pastorear o rebanho de Deus. Ele mostra três grandes provas a que todo aquele que almeja o pastorado deve se submeter e ser aprovado.

A prova das motivações
Quais os interesses que levam alguém a optar pelo sagrado ministério? Não pode ser outro, mas sim a vocação divina. Pedro disse que ninguém pode ir para o ministério pastoral movido por qualquer tipo de constrangimento. À vocação divina se atende com espontaneidade, como fizeram os discípulos que, deixando seus trabalhos e familiares, responderam ao chamado de Jesus, Mt 4: 18-22.
Professores de seminários e de instituições teológicas costumam dizer, nos primeiros dias de aula, aos alunos: "Se você veio estudar no seminário porque não conseguiu passar no vestibular, está no caminho errado". Ministério pastoral não é segunda opção, não é decisão forçada por circunstâncias humanas.
Ainda quanto às motivações, Pedro cita a "sórdida ganância". Essa expressão refere-se a interesses financeiros. Desde o primeiro século, certas pessoas pensavam no ministério como fonte de ganhos financeiros.
O mercantilismo da fé tornou-se um grande negócio. Há pregadores que usam o Evangelho como instrumento para enganar o povo em sua simplicidade e arrebanhar os incautos. Não pensam nas almas perdidas, mas no dinheiro que podem vir a obter através de contribuições.

A prova do temperamento
Será que para alguém ser pastor é necessário que tenha um determinado temperamento? É evidente que não. Mas é preciso, sim, que tenha controle de seu temperamento.
O apóstolo Pedro havia sido um homem impulsivo e volúvel. Num momento confessara a Jesus: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo" (Mt 16: 16); logo depois, ouviu a repreensão: "Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens" (Mt 16: 23); numa circunstância afirmou: "Senhor, estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte..." (Lc 22: 23); depois disse: "Não conheço tal homem" (Mt 26: 72), negando a Jesus.
O Espírito, contudo, moldou o apóstolo Pedro. Do alto de sua experiência pastoral, afirmou que todo aquele que pastoreia o rebanho de Deus não pode agir como "dominador". Ora, que é isso senão uma afirmação de que o temperamento de quem exerce o pastorado deve ser completamente submetido ao controle do Espírito de Deus?
O pastor dominador não é temperante, modesto ou cordato, comportamentos essenciais mencionados por Paulo em 1Tm 3: 3. O dominador não ouve os liderados, é autocrático, não permite aos outros fazer escolhas, sente-se dono do rebanho e faz prevalecer sempre sua vontade. Tal pessoa não serve para o pastorado, de acordo com o apóstolo Pedro.

A prova do caráter
Finalmente, o apóstolo manda que os pastores sejam modelo para o rebanho. Essa foi a mesma preocupação que Paulo expressou para com Timóteo: "Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza." (1Tm 4: 12).
A palavra grega traduzida por "padrão" nesse versículo é "typos". Esse termo (tipo) está relacionado às artes gráficas. O tipo gráfico é um bloco de metal fundido ou de madeira que tem em uma de suas faces uma determinada gravação em relevo. Através da impressão são feitas tantas cópias quantas necessárias. Assim deve ser o pastor: um tipo. Seu caráter deve ser reproduzido no rebanho.
A dura verdade é que há uma crise de comportamento no mundo atual. Essa crise tem sérios reflexos na igreja. Mas quem não tem condições de ser modelo, padrão para o rebanho, também não deve exercer o pastorado.
O caráter íntegro e o amor incondicional ao Senhor são marcas daquele que atendeu à vocação divina. Paulo, em 1Tm 3: 1- 7, enumera as qualificações necessárias para quem aspira ao ministério.
É impossível ser pastor sem o fruto do Espírito na vida, Gl 5: 22-23. São essas qualidades que dão condições ao homem de Deus de desenvolver um pastorado eficaz, produtivo e abençoado.
É deplorável ver noticias escandalosas que denigrem o ministério cristão por causa das más obras de alguns “pastores” (líderes evangélicos) que demonstram muita piedade aparente mas não conseguem demonstrar santidade interior, ou seja, caráter e conduta de quem realmente tem compromisso com a Palavra de Deus.
Isso faz ser cada vez mais rotineiro os comentários maldosos a cerca da pessoa do pastor. Me lembro muito bem do tempo em que um pastor estava acima de q1ualquer suspeita, era motivo de honra para um pessoa ostentar tão nobre posição no meio da sociedade. Mas hoje, devido aos muitos escândalos, ser pastor é motivo de desconfianças em muitos casos.
Mas os escândalos estavam previstos pelo Senhor Jesus Cristo como um dos sinais escatológicos. Mas é uma previsão profética seguido de uma advertência: “Ai daqueles por meio de quem viessem os escândalos...”
"Aquele que está em ´pé, cuide para que não caia..."
----------------------
Minha "homengaem" a certos "pastores" trapaceiros, pilantras, espertalhões que conheço por ai, que se acham muito espertinhos, querem até se dar bem para cima de mim, mas na verdade, são tolos, pois Deus não me deixam enganados com vocês. é lamentável dizer, mas não pensem que ficarão impunes. Não sou perfeito, nem sou santarrão, tenho falhas, tenho fraqueezas, problemas, mas tenho também fé em Deus que voces serão recompensá-los por suas obras levianas. Para vocês deixo os versiculos 5,6,7,8,9 e 10 do Salmo 109.
___________________
MILTON RABAYOLI

Xuxa na Igreja Universal

Trecho da matéria narrada por Celso Freitas no Fantástico. Durante uma reunião da Igreja Universal do Reino de Deus, uma paródia da famosa música da Xuxa é cantada para incentivar os fiéis a darem oferta.



A Xuxa deveria cobrar direitos autorais (rs) por usarem a música dela , lamentável essa máfia da igreja universal!

06/12/2009

O Natal à luz da Bíblia Sagrada


1 - Algumas perguntas a serem respondidas?
• Será o Natal realmente a celebração do nascimento de Jesus Cristo? Nasceu Jesus em 25 de dezembro?
• Será que os primeiros apóstolos que conheciam e foram ensinados por Jesus, pessoalmente, celebraram o aniversário do menino Jesus em 25 de dezembro? Será que alguma vez o celebraram em qualquer outro dia?
• Se o Natal é uma das maiores festas cristãs, por que será que todos os pagãos o celebram também? Você sabe?
• Por que nessa época se troca tantos presentes com familiares, parentes e amigos? Se é por causa dos reis magos que trouxeram e ofertaram presentes ao menino Jesus?


2 - Palavra Natal e Nascimento de Cristo.
• A palavra "Natal" tem a ver com nascimento, ou aniversário natalício.
• De onde tirou a Igreja Católica Romana? Não saiu do Novo Testamento - Não foi da Bíblia nem dos primeiros apóstolos que foram instruídos por Cristo.
• "O Natal não era considerado entre as primeiras festas da Igreja... Os primeiros indícios da festa provêm do Egito."
• Sob o tema "Dia do Natal", encontramos que Origenes, um dos patriarcas católicos, reconheceu a seguinte verdade: "... Não há registro nas Sagradas Escrituras de que alguém tenha comemorado uma festa, ou realizado um grande banquete no dia do seu aniversário. Somente os pecadores (como Faraó e Herodes), que se rejubilam grandemente com o dia em que nasceram neste mundo."
• No século V, a Igreja Ocidental deu origem, para que fosse celebrada para sempre no dia da antiga festividade romana em honra ao nascimento do Sol, porque não se conhecia ao certo o dia do nascimento de Cristo."
• Jesus não nasceu em 25 de dezembro? Jesus nem sequer nasceu na estação do inverno!
• (Lucas 2:8) Isto nunca poderia ter acontecido na Judéia no mês de dezembro. Os pastores recolhiam os rebanhos das montanhas e dos campos e colocavam-nos no curral no mais tardar até o dia 15 de outubro, (as primeiras chuvas começavam no princípio do mês de "Marchesvan") para protegê-los do frio e da estação chuvosa que se seguia. Cantares de Salomão 2:11/ Esdras 10:9-13
• A data exata do nascimento de Jesus é inteiramente desconhecida. Se Deus desejasse que guardássemos e comemorássemos o nascimento de Cristo, Ele não teria ocultado tão completamente a data exata.
• Não se pode determinar com precisão até que ponto a data da festividade dependia da brunária pagã (25 de dezembro), que seguia a Saturnália (17-24 de dezembro) celebrando o dia mais curto do ano e o "Novo Sol"... As festividades pagãs, Saturnália e Brumária estavam a demais profundamente arraigadas nos costumes populares para serem abandonadas pela influência cristã... A festividade pagã acompanhada de bebedices e orgias, agradavam tanto que os cristãos viram com o agrado uma desculpa para continuar a celebrá-la em grandes alterações no espírito e na forma. Pregadores cristãos do Ocidente e do Oriente próximo, protestaram contra a frivolidade indecorosa com que se celebrava o nascimento de Cristo, enquanto os cristãos da Mesopotâmia acusavam os irmãos ocidentais de idolatria e de culto ao Sol, por aceitarem como Cristã a festividade pagã.
• Lembre-se que o mundo romano era pagão. Antes do século IV, os cristãos eram poucos em número, embora aumentassem, eram perseguidos pelos pagãos. Porém, com a chegada de Constantino, como imperador, que no século IV (336) fez profissão pública de fé cristã, colocando o cristianismo ao mesmo nível do paganismo, o mundo romano passou a aceitar esse cristianismo popularizado pelo imperador. Porém, lembre-se que eles haviam sido criados em costumes pagãos, dentre as quais 25 de dezembro era a maior das festividades idólatras. Era uma festa alegre com seu espírito especial. Todos se divertiam! Não queriam renunciá-la!
• E assim foi que "o Natal" se enraizou em nosso mundo Ocidental!


A ORIGEM DESTA FESTA PAGÃ
• Natal é a principal tradição do sistema corrupto denunciado inteiramente nas profecias e instruções bíblicas sobre o nome de Babilônia.
• Seu início e origem surgiu na antiga Babilônia de Ninrode! É verdade, suas raízes datam de épocas imediatamente posterior ao dilúvio!
• Ninrode ("Marad" que significa - ele se rebelou, rebelde), neto de Cão, filho de Noé (Gn 10:8-11), foi o verdadeiro fundador do sistema babilônico que até hoje domina o mundo - Sistema de Competição Organizado - sistema econômico de competição e de lucro. Ninrode construiu a Torre de Babel, a Babilônia primitiva, a antiga Nínive e muitas outras cidades.
• Ninrode era tão perverso que se diz que casou-se com sua mãe, cujo nome era Semíramis. Depois de sua morte prematura, sua mãe-esposa propagou a doutrina malígna da sobrevivência de Ninrode como um ente espiritual. Ela alegava que um grande pinheiro havia crescido da noite para o dia, de um pedaço de árvore morta, que simbolizava o desabrochar da morte de Ninrode para uma nova vida.
• Todo ano, no dia de seu aniversário de nascimento ela alegava que Ninrode visitava a árvore "sempre viva" e deixava presentes nela. O dia de aniversário de Ninrode era 25 de dezembro, esta é a verdadeira origem da "Árvore de Natal"!
• Por meio de suas artimanhas e de sua astúcia, Semíramis converteu-se na "Rainha do Céu" dos Babilônicos, e Ninrode sob vários nomes, converteu-se no "Divino Filho do Céu". Por gerações neste culto idólatra. Ninrode passou a ser o falso Messias, filho de Baal: o deus-Sol.
• Nesse falso sistema babilônico, "a mãe e a criança" ou a "Virgem e o menino" (isto é, Semíramis e Ninrode redivivo), transformaram-se em objetos principais de adoração.
• Presépio é uma continuação do mesmo, em nossos dias, mudando de nome em cada país e língua. No Egito chamava-se Isis e Osiris, na Ásia Cibele e Deois, na Roma pagã Fortuna e Júpiter, até mesmo na Grécia, China, Japão e Tibete encontra-se o equivalente da Madona (minha dona ou minha senhora), muito antes do nascimento de Jesus Cristo!
• Maria não pode ser [sempre] virgem segundo a palavra de Deus. Mateus 1:24-25 / Mateus 13: 55
• No Egito sempre se acreditava que o filho de Isis (nome egípicio da "Rainha do Céu") nascera em 25 de dezembro.
• O próprio Jesus, os apóstolos e a igreja nunca celebraram o nascimento de Cristo em nenhuma época, na Bíblia não há mandamento ou instrução alguma para celebrar, todavia somos ordenados a lembrar sim de sua morte e ressurreição que nos proporcionou a Vida (ICo. 11:24-26; Jo. 13:14-17)


CARACTERÍSTICAS DA FESTA DOS SOLSTÍCIOS
Glutonaria - Grandes banquetes com lugares para vc vomitar e poder comer mais. Tinha início a meia noite.
Confusão de identidade - De Papai Noel em dezembro para rei Momo no Carnaval, onde o prefeito da cidade entrega a chave para este principado deixando ele reinar naqueles dias. Homens se vestem de mulheres e vice versa com o lema ninguém é de ninguém.
Exaltação de deuses - adoração a deuses falsos e a um deus menino. Enquanto Jesus já cresceu, morreu e ressuscitou.
Culto a sensualidade - nestas festas chamava-se a atenção pela beleza exposta, não é diferente hoje. Mas o que tem a ver a sensualidade com uma festa religiosa.
Orgia dentro do templo - Lema: carne liberada - sarkos - o princípio era o curso do desejo. Adoração a deusa da fertilidade.



PAPAI NOEL
• Alguém dirá: Certamente que o velinho tão querido, "Papai Noel", não é uma criação pagã. Porém ele é, e o seu caráter verdadeiro não é tão bondoso e santo quanto muitos pensam!
• nome "Papai Noel" vem de "São Nicolau" um bispo romano que viveu no século V.
• Enciclopédia Britânica, vol.19 páginas 648-649, 11ª edição inglesa, o seguinte: "São Nicolau, bispo de Mira, um santo venerado pelos gregos e latinos no dia 6 de dezembro... A lenda de sua dádiva oferecida as escondidas, de dotes, às três filhas de um cidadão empobrecido..." diz se ter originado o costume de dar presentes as escondidas no dia de São Nicolau (6 de dezembro), o que mais tarde foi transferido para o dia de Natal.
• Daí a associação do Natal com São Nicolau (Papai Noel), que sorrateiramente a idéia é fazê-lo substituir Papai do Céu.
• Durante o ano os pais castigam suas crianças por falarem mentira. Então na época de Natal conta-lhe mentiras. (Provérbios 14:12).
• Velhinho" de barba branca é sempre alguém que se disfarça para parecer bonzinho! Satanás também se mostra como "anjo de luz" para enganar! (II Co 13:14; Apo. 12:9)




A ÁRVORE DE NATAL
• O que diz a Bíblia sobre a árvore de Natal? Se a Bíblia nada diz para comemorarmos o Natal, nem mesmo registra tal observância da parte dos apóstolos ou da verdadeira Igreja primitiva, ela tem algo a dizer sobre a árvore de Natal!
• Jeremias 10:2-4
• As idéias referentes a árvores sagradas são muito antigas. Uma antiga fábula babilônica falava de um pinheirinho que nasceu de um tronco morto. O velho tronco simbolizava Ninrode morto e o novo pinheirinho que Ninrode tinha vindo viver novamente em Tamuz!
• Entre os druidas, o carvalho era sagrado, entre os egípcios as palmeiras, em Roma era o Abeto, que era decorado com cerejas negras durante a Saturnália. O deus escandinavo Odin era crido como um que dava presentes especiais na época de Natal a quem se aproximava do seu Abeto Sagrado.
• Até mesmo acender lenhas em fogueiras e velas como cerimônia cristã é meramente perpetuação de um costume pagão de estimular o deus-Sol em declínio quando ele atinge o ponto mais baixo ao Sul da abóbada celeste!



GUIRLANDAS
• São memoriais de consagração a vencedores nos esportes, Reis, ofertas de funerais, sacrifícios a deuses pagãos.
• Símbolo relacionado ao deus Apolo, trazendo honra a Zeus.
• Também é um sinal de reverência a Frígio, ou sabázio, um deus de consagração aos alimentos.
• Na Bíblia, apenas Roma fez uma guirlanda...e esta foi colocada na cabeça de Jesus no dia de Sua morte. Feita como símbolos de escárnio. Marcos 15:17



TROCA DE PRESENTES
• E a troca de presentes, não será bíblica? O ponto culminante de toda esta observância natalina - a época de fazer compras de Natal - De comprar e trocar presentes com familiares e amigos - muitos exclamarão em triunfo "Bem, pelo menos a Bíblia assim nos diz para proceder! Não deram presentes os Reis magos do Oriente quando Cristo nasceu?"
• Da biblioteca sacra vol. 12, páginas 153-155, citamos o seguinte: "A troca de presentes entre amigos é característica tanto do Natal quanto da Saturnália e deve ter sido adotada do mundo pagão pelos cristãos.
• fato é que este costume de trocar presentes com familiares e amigos, que se apegou ao povo durante a época de Natal, não tem nada de cristianismo. Isto não comemora o nascimento de Cristo.
• Suponha que sua mãe esteja fazendo aniversário. e por isso deseja honrá-la neste dia, você compraria presente para todos, trocaria presentes com um e com outro de seus amigos e familiares?
• No entanto é precisamente isto que fazem as pessoas por todas as partes do mundo! Honram um dia no qual Cristo não nasceu, gastando todo dinheiro que conseguem juntar para comprar presentes. O mês de dezembro costuma ser o mês mais pobre para a OBRA DE CRISTO!
• Agora considere o que a Bíblia diz a respeito das ofertas que os Reis magos deram quando Cristo nasceu. Está em Mateus 2:1-11 Dádivas oferecidas a Cristo? Note, inquiriram pelo menino Jesus. Nascido Rei dos Judeus! Então por que lhe ofereceram dádivas? Por ser dia do seu aniversário? De maneira alguma pois chegaram muitos dia ou semanas depois da data de seu nascimento: Seria para deixar-nos um exemplo, para trocarmos presentes uns com os outros? Não, note cuidadosamente! eles deram as ofertas a Cristo, não para os amigos e parentes deles, ou qualquer outro!
• Eis o motivo! Os reis magos não estavam instituindo um novo sistema cristão de permuta de ofertas com amigos para honrar o nascimento de Cristo! Agiam conforme ao antigo costume Oriental de levar ofertas ao apresentar-se diante de um rei. Eles compareciam perante a presença do Rei dos Judeus em pessoa. Portanto o costume ditava que ofertassem alguma dádiva, da mesma que a Rainha de Sabá trouxe ofertas a Salomão, assim como hoje muitos que visitam um Chefe de Estado levam consigo um presente.
• Amigo secreto - Um ritual nórdico, que esperavam o amanhecer para trocar presentes e nesta troca diziam: que você jamais esqueça dos deuses sobre nós. E o presente trocado é para eternizar o pacto.


ARGUMENTOS
• Há um argumento utilizado com freqüência para justificar a observância do Natal. Muitos ainda insistem: "mesmo assim, muito embora o Natal foi um costume pagão honrando o falso deus-Sol, não mais se observa o Natal para honrar o falso deus, mas sim para honrar a Cristo". Porém, como responde Deus em sua Palavra?
Deuteronômio 12:1-2 / Deuteronômio 12:30-32



ORIENTAÇÕES
Mesmo querendo fazer a vontade de Deus como fiéis discípulos, somos surpreendidos por situações que ficamos chocados e atônitos, que nos trazem até embaraços para acertar nossas vidas erradas com a realidade divina. Contudo, nem tudo está perdido. Temos um Deus que transforma maldição em bênção. Agora não somos mais ignorantes quanto a festividade iniciada na Babilônia. Qual deve ser então nosso procedimento prático?
1 - Tirá-la totalmente do nosso coração. Lançar fora toda dependência sentimental da data do Sol Invictus (25 de dezembro)
2 - Instruirmos nossos filhos e discípulos: "conhecereis a verdade e a verdade vos libertará." João 8:32
3 - Nos livramos de todo enfeite com motivos natalinos, pois sabemos suas origens.
4 - Não ficarmos sujeitos financeiramente à comidas importadas típicas. É um dia como qualquer outro.
5 - Resistirmos ao espírito satânico de gastos no Natal, principalmente se houverem dívidas. Vigiar as "ofertas do Papai Noel". Só devemos comprar o necessário. Mamon, demônio das riquezas, criou dependência na mente humana onde as pessoas têm de estar nas festividades de fim de ano com casa nova, roupa nova etc. ("Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas." Mateus 6:24).
6 - Devemos aproveitar a data ("Andai em sabedoria para com os que estão de fora, usando bem cada oportunidade." Colossenses 4:5) para estar com parentes e amigos em suas casas falando da necessidade do nascimento de Jesus em seus corações, pois este é o verdadeiro presente que o "aniversariante" quer receber. É um propício momento evangelístico, quando encontramos pessoas com o coração aberto para ouvir de Jesus.
7 - Entender que a maioria dos crentes não visualiza a situação do Natal, preferindo viver segundo seus sentimentos e tradições.
8 - Não confundir Passagem do Ano com Natal. Não é errado desejar feliz Ano Novo para alguém, mas, sim, Feliz Natal. Podemos usar algumas expressões. Ex.: - Que Jesus nasça no seu coração (ou na sua vida)! " E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2)



Resumidamente, eu penso que estas comemorações natalinas são a manifestação máxima da hipocrisia humana! pessoas que passam 364 dias do ano vivendo longe de Deus, andando na contra mão da Biblia, fazendo de tudo que condenável pala palavra de Deus, até perseguindo crstãos, falando mal de igrejas evangélicas, enfim, longe de tudo que desagrada a Deus, usa essa data querendo demonstrar uma fé que na verdade não existe em sua vida prática. Isso semf alar da forma que comemoram essa data, com bebedeiras e várias formas de praticas pecaminosas. E o mais triste ainda para mim é ver que em muitas igrejas ditas evangélicas haverá comemoração dessa data, sem falar que em muitos templos encontraremos enfeites natalinos como a árvore de natal.
Sei que a minha opinião aqui, dada em publico, vai chocar alguns, principalmente dentre os meus amigos, que são observadores desta data. Mas eu não posso me abster de meu direito de opinar e manifestar a minha opinião. Assim, respeitosamente o faço aqui, declarando que respeito a opinião alheia, defendendo, é claro, a minha própria opinião.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥