07/02/12

Quem fala muito dá bom dia a cavalo

Quando era criança sempre ouvia este ditado “Quem fala demais dá bom dia a cavalo” e sinceramente, não sei a origem deste ditado nem o significado literal do que vem a ser “dar bom dia a cavalo” mas uma coisa eu aprendi com ele, que não devemos falar demais. Ao longo da minha vida já presenciei muitas situações em que eu ou alguém próximo falou demais. Lembro-me de uma vez que elegemos um colega no primeiro ano de seminário para conversar com o professor afim de diminuir o número de páginas que teríamos que ler e aumentar o prazo de entrega do trabalho. Era algo como solicitar que o professor diminuisse de trinta para vinte páginas. O cômico foi que ao levantar o problema, o professor se propôs a cobrar a leitura de déz páginas, mas o nosso colega não se deu por satisfeito ou não ouviu bem o que o professor falava e insistiu que fossem vinte páginas. Quando soubemos como foi, todos ficamos irados com o Joaquim, mas depois isto virou piada. Muitas vezes não sabemos o que falar por não sermos atentos no ouvir, como o servo Aimaás que no desejo de chegar primeiro com as notícias do fronte de batalha, ao ser indagado pelo rei Davi, respondeu “Vi um grande alvoroço, quando Joabe mandou o servo do rei, e a mim teu servo; porém não sei o que era.” (2Sa 18) Imagina um mensageiro que não sabe o que falar diante de um rei!!! Tiago uma vez disse:

Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. (Tg 1: 19)
a) Todo homem, seja pronto para ouvir.
“Se o ouvirem e o servirem, acabarão seus dias em felicidade, e os seus anos em delicias”. Jó 36.11
Quantas vezes somos surdos para ouvir o que temos que ouvir. Certa vez estava aconselhando um marido e falei com ele que ele precisava falar palavras de afeto com sua esposa. Ele me respondeu: Minha esposa só ouve o que ela quer ouvir. Devemos estar prontos para ouvir. Quantas vezes vejo casais se queixando pela falta de diálogo e percebo que na verdade muitos não estão interessados em ouvir o outro.
Quado se refere a Palavra de Deus a nossa disposição em ouvir deve ser constante, pois se desejamos ser como Jesus, precisamos ouvir como ele ouvia. Paulo alertou Timóteo o seguinte:
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.
Esteja pronto para ouvir!
b) Todo homem seja, tardio para falar
Quantas vezes nos precipitamos com a nossa boca para falarmos o que não deve…
Jesus disse em Mateus 12:36-37
“Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.”
Já pensaram que coisa séria? As palavras que pronunciamos não voltam atrás. São sementes que lançamos e não temos o poder de arrancar a planta que nascerá. É como a história do fofoqueiro e o travesseiro de penas. Desfazer uma fofoca, uma palavra que não deveria ser dita é como recolher as penas de um travesseiro rasgado no alto de um monte em dia de vento forte.
Além de sermos tardios no falar, precisamos medir o que falamos, como Paulo orientou os da igreja em Éfeso:
Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Efésios 4.29
c) Todo homem seja, tardio para se irar
O que realmente é a ira? No dicionário (Aurélio) encontramos a seguinte definição: “Cólera, raiva, indignação, desejo de vingança.”
Isto está intimamente ligado com o “falar palavras” pois normalmente falamos o que não deve, quando estamos irados. Quantas vezes ofendemos amigos, esposa, esposo, namorado, filhos, pais, com nossas palavras, porque nos deixamos ficar irados.
A ira é sinal de um coração soberbo, pois a Palavra no orienta a sermos logânimos e pacientes, perdoado e aceitanto os outros como Jesus no aceitou. Quando não fazemos isto, estamos revelando que não temos a clara percepção do quanto DEUS é longânimo e paciente conosco, achamos que somos perfeitos e exigimos perfeição daqueles que estão próximos de nós e como estas pessoas não são perfeitas, nos iramos e experssamos normalmente com palavras duras que ferem.
d) Cada servo deve saber refrear a sua língua:
“Se alguém supõem ser religioso, deixando de refrear a sua língua, antes enganando o próprio coração, a sua religião é vã.” (Tg 1.26)
As vezes nos perguntamos o que é “refrear”? a resposta é: Conter com freio; frear, enfrear; Reprimir, conter, suster; Dominar, sujeitar, subjugar, vencer; Tornar menor ou menos intenso; moderar, reprimir; Conter-se, comedir-se, reprimir-se; Abster-se, privar-se.
Alguém consegue fazer isto??? O próprio Tiago disse que:
Tia 3:8 – Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.
Como então seguiremos o conselho de sermos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar, se ninguém consegue domar a própria língua?
O homem não pode, mas Deus pode:
Isaias 6:5-7
Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos. Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e expiado o teu pecado.
Os lábio impuros de Isaias foram restaurados e eu e você também podemos ter nossa língua controlada se nos sujeitarmos ao governo de Jesus em nossas vidas. Oro para que todos nós possamos ouvir Jesus falando “e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta postagem realmente é muito forte, sendo assim, te convido a ler e meditar no seu conteúdo e depois, peço-te, deixe ai seu comentário, sua crítica, seu recado, sua opinião... E compartilhe em sua rede social.
Pois assim você estará me ajudando a melhorar este espaço!
(1)Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se.
(2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão! (3) Ofereça o seu ponto de vista, contudo, a única coisa que não aceitarei é esta doutrina barata do “não toque no ungido” do Senhor. não venha me criticar por falar contra aqueles que penso serem enganadores e falsos profetas.
Sinta-se em sua casa! Ou melhor, em seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥