Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

29/11/2014

CUIDADO! CORÁ, DATÃ E ABIRÃO RONDAM A IGREJA


“CUIDADO COM O ESPÍRITO DE REBELIÃO QUE RONDA NO MEIO DA IGREJA”


Uma das pragas que tem assolado as Igrejas nesses últimos dias chama-se: Rebelião.

O caminho para a rebeldia começa com a falta de contentamento e o ceticismo (dúvida de tudo), passa para as reclamações contra as circunstâncias e contra Deus, depois adquire amargura e ressentimento, seguidos finalmente por rebelião e hostilidade. Essa atitude ocorre também com alguns membros, obreiros e pessoas que estudaram um pouco mais da Bíblia e agora se consideram na posição de questionar, falar mal de seu pastor e julgá-lo!

Satanás tem manipulado muita gente com que mais lhes enche o coração UMA SUPOSTA SABEDORIA.

É preciso ter cuidado com que se fala e com o que se faz! Rebelião é o principio da queda de Satanás.

Muitas pessoas deixam de prosperar, não crescem, não prosperam e tem uma vida amaldiçoada por causa de pensamentos e atitudes rebeldes contra seus líderes e contra os planos do Senhor.

Vigiemos se estivermos descontentes, cépticos, inclinados a reclamar ou a ficar ressentidos: estas atitudes nos levarão a nos rebelar contra Deus e as consequências serão sérias para nós. Deus não se deixa enganar e esta vendo tudo.

Falando sobre rebelião, a Bíblia nos conta uma que aconteceu contra Moisés e seus devidos resultados. Vejamos:

No Livro de Números, Capítulo 16, lemos que três homens, Corá, Datã e Abirão, tomados por um espírito de rebelião se levantaram contra as autoridades espirituais, Moisés e Arão, para afrontá-los. É uma história triste, por que as atitudes desses homens trouxeram problemas não somente para eles, mas, também, para suas famílias.

Inflado pela sua posição, Corá promoveu uma demonstração de força diante de Moisés e Arão a fim arrancar-lhes a autoridade, exclamando que Moisés e Arão se exaltavam indevidamente sobre o povo, onde todos eram iguais. Sem dúvida Corá ambicionava tomar o lugar deles, colhendo para si e para a sua família vantagens políticas e financeiras. Ele e os seus comparsas, Datã e Abirão, insuflaram o povo alegando que Moisés e Arão haviam feito Israel subir de uma terra que mana leite e mel (o Egito) para fazê-los morrer no deserto e ainda por cima queriam fazer-se príncipes entre eles!

O que alegavam era mentira, sem qualquer fundamento: Moisés não estava assumindo a liderança por vontade própria. Ele relutou bastante antes de aceitar a missão que o SENHOR lhe confiara, e Arão foi também nomeado pelo SENHOR porque Moisés queria alguém que o ajudasse. O povo já teria entrado na terra de Canaã não fosse a sua incredulidade. Moisés nada queria para si, ao contrário de Corá, que provocou esta rebelião por inveja.

O SENHOR havia definido a posição e o ministério de cada um, inclusive o de Corá, um coatita (Êxodo 6.16,18; Números 3.17,28,29,31; 4.36; 26.57,62). Uma rebelião como esta era coisa muito séria, e era necessário tomar medidas drásticas.

A ação dos rebeldes foi destronada pelo próprio Deus, fazendo com que a terra os consumisse.

Ainda hoje, as igrejas continuam a ser perturbadas pela inveja que surge entre alguns dos seus membros (que ainda não foram libertos da ação de demônios), resultando em rebelião contra seus líderes e mesmo na divisão da igreja. Essas pessoas não aceitam a submeter-se a autoridade, pois se julgam superiores aos demais membros do corpo e vaidosamente querem uma posição destacada, sem reconhecer que Deus não os quer lá, porque lhes falta o talento necessário. É por isto que somos instruídos a nos revestir de humildade e mansidão (Colossenses 3.12). Toda a autoridade na igreja vem de Deus, e cada um de nós recebe dele dons espirituais diferentes para exercermos dentro da igreja (1 Coríntios 12).

Miriã e Arão, também, se levantaram contra a autoridade de Moisés. Como todo rebelde, sua argumentação sempre tem um pressuposto que justifica suas atitudes. O argumento principal de Arão e Miriã foi o casamento de Moisés com uma mulher cuxita e, em seguida, os questionamentos: “Porventura o Senhor falou somente por Moisés?” Claro que não! Mas Deus, também, não fala com rebelde. O levante de Miriã causou ao seu corpo a lepra. Sempre que se vê um caso de rebelião na Bíblia, a ação de Deus contra o rebelde é voraz. Tenho visto muitos casos de rebelião dentro de Igrejas. Os rebeldes se acham no direito de agir conforme a sua vontade e pensam que Deus está com os olhos fechados para suas atitudes, não sabendo que cedo o juízo de Deus virá sobre eles. Parece que não sabem que suas atitudes o afastaram de Deus e, agora, nem mesmo suas orações, são ouvidas conforme descreve Habacuque 1,13: "Tu és tão puro de olhos, que não pode ver o mal e a vexação não podes contemplar". Lembre-se, Uzá tinha a boa vontade, impediu a Arca da Aliança de cair do carro puxado pelos bois, entretanto, mesmo assim perdeu a sua vida (2 Samuel 6.6-8). Eles acreditam que a boa vontade agrada a Deus, mas, são reprovados. Miriã necessitou que Moisés clamasse ao Senhor para que a cura se manifestasse em seu corpo.

As atitudes dos rebeldes impedem que suas orações cheguem ao coração do Pai. Os rebeldes atuam nas igrejas e da mesma maneira que satanás, geralmente obtém êxito no seu papel de convencer a membresia sobre as razões que o levaram a tomar essa atitude conseguindo, assim, arrebanhar um grande número de seguidores, desta maneira contribuem para sua destruição de muitos ministérios. Tanto o líder rebelde como seus seguidores, necessitará, primeiramente, de arrependimento e do perdão de Deus; Da mesma maneira que Moisés teve de interceder junto ao Pai por Miriã, assim, aqueles que foram tomados pelo espírito de rebeldia e destruíram congregações, terão que clamar a Deus para que a cura possa se manifestar em seu corpo, na sua alma e na sua igreja, quando o juízo de Deus se manifestar. Deus não mudará sua Palavra para se adequar a procedimentos de homens desobedientes. Não há justificativa para tal posicionamento. Pecado de rebelião é como o pecado de feitiçaria. Rebelde é como feiticeiro e suas atitudes são abomináveis diante de Deus. Satanás rebelou contra Deus e todos aqueles que o seguiram, as escrituras os denominam de demônios.

A Bíblia nos diz: APARTAI-VOS A APARÊNCIA DO MAL. NÃO SE JUNTE COM HOMENS REBELDES, NÃO SEJA CONIVENTE COM PESSOAS QUE FALAM MAL DE SEUS PASTORES, QUE PROPÕE SE REBELAR. CERTAMENTE DEUS NÃO TE TERÁ POR INOCENTE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta postagem realmente é muito forte, sendo assim, te convido a ler e meditar no seu conteúdo e depois, peço-te, deixe ai seu comentário, sua crítica, seu recado, sua opinião... E compartilhe em sua rede social.
Pois assim você estará me ajudando a melhorar este espaço!
(1)Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se.
(2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão! (3) Ofereça o seu ponto de vista, contudo, a única coisa que não aceitarei é esta doutrina barata do “não toque no ungido” do Senhor. não venha me criticar por falar contra aqueles que penso serem enganadores e falsos profetas.
Sinta-se em sua casa! Ou melhor, em seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥