Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

08/10/2013

O espirito de Jezabel e os últimos dias

Jezabel foi a esposa do rei Acabe, a narração histórica de ambos é descrita no primeiro livro de Reis. Era uma rainha ímpia e vaidosa, inimiga das leis de Deus e de seus profetas. Era assassina e sanguinária, déspota e infame. Acima de tudo era maligna, uma mulher usada por satanás, para destruir os profetas do Senhor, era inimiga da verdade e da santidade. Mas muitos milênios depois, na era apostólica, quando muitos apóstolos eram vivos, lá pelo ano 90 depois de Cristo, o Senhor revelou para João lá na ilha de Patmos, que a igreja de Tiatira, sofria de uma infiltração espiritual, uma influencia devastadora que minava com a santidade, a ortodoxia e a espiritualidade da igreja de Tiatira, vejamos o que a bíblia fala: “E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente:
Eu conheço as tuas obras, e o teu amor, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras.
Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.
E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu.
Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras.
E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.
Mas eu vos digo a vós, e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei.
Mas o que tendes, retende-o até que eu venha.
E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,
E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai.
E dar-lhe-ei a estrela da manhã.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”(Apocalipse 2:18 a 26).
Aqui está um mistério, algo tremendo, que influenciava a vida espiritual dos crentes de Tiatira. É lógico que a Jezabel em pessoa não estava ali, o que havia ali era as forças espirituais que dominavam a vida religiosa da Jezabel do antigo Testamento. Entendamos isso dentro de uma perspectiva espiritual. assim como João Batista veio no poder espiritual que influenciou Elias, também é notório que muitos sejam influenciados por espíritos imundos enganadores. Paulo advertiu os cristãos sobre as influencias nefastas e enganadores de espíritos sedutores como esses que atacavam a igreja de Tiatira.
Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;
Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças.
Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada.(I Timoteo 4:1 a 5).
Em primeiro lugar devemos entender que o jezabelismo é uma influencia espiritual tão forte quanto é outra influência demoníaca, o mistério Babilônia. São essas forças opositoras ao reino de Deus e ao evangelho. Atuam na área religiosa e possuem características distintas, mas desejo me concentrar no estudo do jezabelismo, e ajuda-lo a detectar a influencia do jezabelismo abominável no atual estagio da igreja. O pano de fundo espiritual é que uma guerra é travada por trás da cortina, no palco das coisas espirituais. precisamos portanto ter sensibilidade e visão profunda, pois de outra maneira seremos cativados por esse poder abominável que tenta destruir o evangelho e a igreja, através de ataques sutis, usando mascaras para se esconder da vista dos incautos, que por não conhecerem a revelação da palavra, por não terem um compromisso sério com a igreja e por não viverem de forma a amar a verdade da maneira que ela deve ser amada, acabam sendo contaminados pelo jezabelismo.

Jezabel significa “casta”, ou seja uma pessoa de classe inferior, desqualificada espiritualmente. Era amiga de falsos profetas, ela tinha 850 profetas falsos, a serviço da sua religião. Esses profetas eram homens sem compromisso com a verdade, eram inimigos da verdade, não eram profetas bíblicos, eram místicos, invocavam seus deuses e tinham sua forma peculiar de exercer a religião de Jezabel. O profeta bíblico, é um homem que agrada a Deus e não tem compromissos com os homens, ele é chamado para denunciar a corrupção do povo e dos lideres, não é um revelador de dramas apocalípticos como se comumente aceita, mas um denunciador, um arauto, sem compromisso em satisfazer a si mesmo ou a qualquer humano, não está na sua agenda a auto-promoção, portanto, profetas se levantam em tempos críticos e todos os corruptos religiosos se tornam inimigos do verdadeiro profeta.
O jezabelismo promove uma intolerância contra a verdade, o movimento de jezabel não é uma oposição fora da igreja mas uma oposição dentro da igreja. Sua tática é agir na promoção da apostasia de forma virulenta e oculta. Usando para isso, suas influencias espirituais no meio da igreja, ocupando o espaço vazio, deixado pelos religiosos sem compromisso com uma devoção sincera para exercer um cristianismo pratico. Assim sendo, posso afirmar que, quanto mais crentes nominais, sem compromissos com o discipulado e ao apostolado, mais força o jezabelismo dentro da igreja. Porque existe um principio espiritual que funciona dentro dessas circunstancias:
“E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra.
Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada.
Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má”.(Mateus 12:43 a 45). Pelo fato do nome de Jezabel significar “casta” ela pode ter um significado além do tradicional.
“E, quando chegaram à multidão, aproximou-se-lhe um homem, pondo-se de joelhos diante dele, e dizendo:
Senhor, tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo, e muitas vezes na água;
E trouxe-o aos teus discípulos; e não puderam curá-lo.
E Jesus, respondendo, disse: O geração incrédula e perversa! até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei? Trazei-mo aqui.
E, repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou.
Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não pudemos nós expulsá-lo?
E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.
Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.
Ora, achando-se eles na Galiléia, disse-lhes Jesus: O Filho do homem será entregue nas mãos dos homens;
E matá-lo-ão, e ao terceiro dia ressuscitará. E eles se entristeceram muito.”(Mateus 17:16 a 23). Creio que aqui temos uma chave para compreender a força espiritual demoníaca que influenciava a igreja de Tiatira. Casta pode significar uma legião de demônios, determinados a destruírem as verdadeiras bases espirituais da igreja.

Analisando o texto de Apocalipse e o contexto em que encontramos o assunto em pauta, descobriremos que Jezabel tinha três características distintas que marcavam aa suas atividades religiosas: sedução, engano e apostasia. Havia uma tolerância maligna, uma permissividade, uma nova moralidade, onde o útil do evangelho poderia ser unido ao agradável da concupiscência da carne, dos olhos e da soberba da vida. Jezabel não aceitava uma religião exclusivista, fundamentalista e orientada por princípios éticos rígidos. Jezabel promovia uma religião mais tolerante com o mundo, mais amiga dos prazeres, onde a sensualidade era uma atividade permissiva, onde a vaidade extravagante era defendida, Jezabel é a profetiza mor dos liberais dentro da igreja. Na bíblia o poder espiritual vem através da limpeza e não através da mistura. Jezabel tinha profetas e tinha uma religião onde tudo era tolerado, menos o que se opusesse a sua mistura diabólica. A influencia dos espíritos jezabeliamos, ocupa um espaço não fora, mas dentro da igreja, e se a igreja tem pouco jejum e pouca oração, essa casta diabólica e maldita vai ter mais e mais força dentro da igreja, promovendo assim a sua política infame de defender a libertinagem, a sensualidade, o erotismo, o mundanismo, a vaidade. Acaso não é isto que observamos hoje? R quando alguém prega contra ela, o tal profeta não é perseguido e discriminado? Todos os que são guiados pelo jezabelismo, não suportam ouvir sobre santidade autentica. Eles são adeptos da nova moralidade onde quase tudo é permitido, desde ouvir musica mundana, como usar roupas indecentes, indecorosas, sensuais e eróticas. O jezabelismo inventou uma nova teologia, a de que Deus só quer o coração. E muitos já aderiram a essa teologia pervertida. Abramos os olhos, porque nesse final de tempos, o juízo virá, e muitos serão tomados de surpresa.

Jezabel era filha de Etbaal, rei de Tiro e Sidom, foi esposa do rei Acabe de Israel(874 a 853 AC). Sua inclinação para o mal é vista em sua historia biográfica em I Reis. É claro que Jezabel, está cheia de simbolismo dentro do novo testamento, mais precisamente no livro de Apocalipse e de um modo bem pessoal, na igreja de Tiatira. Não sabemos e o texto não diz se o termo era aplicado a alguém em especial na igreja de Tiatira. Precisamos entender no entanto que havia um fenômeno religioso no contexto histórico daquela igreja, que tinha um paralelo com as ações malignas de Jezabel. A igreja de Tiatira era uma igreja sem discernimento. Não percebia a malignidade do Jezabelismo. Jezabel é uma representante bíblica, da imoralidade, prostituição espiritual, idolatria, ecumenismo e falsos ensinos. Precisamos entender o problema de tiatira levando em conta essa visão. A fenomenologia espiritual das trevas de Tiatira estava enganando os crentes. A questão primordial da nossa era, não é crer se existe ou não dons espirituais na igreja, mas de onde estão vindo esses dons.
Jezabel era profetiza, havia uma manifestação profética no seio de Tiatira, mas era uma manifestação enganosa. Qualquer revelação, profecia e ensino, e até mesmo comportamentos, que contradizem as escrituras, é Jezabelismo! A carismática Jezabel de Tiatira estava enganando e seduzindo os crentes, sem que esses percebessem. E os que percebiam simplesmente se aliaram a ela em uma cumplicidade silenciosa. “Não faz mal”, era uma frase comum. O ataque frontal de Jezabel, era seduzir para depois minar as bases da ortodoxia. Primeiro era aplicado uma anestesia espiritual, depois era lançada a picada venenosa da prostituição espiritual. Como a questão da prostituição espiritual é algo muito melindroso, que envolve um refinado processo de engano, e veja-se bem que em outra igreja, a de Pergamo, que estavam seguindo a doutrina de Balaão, segue-se também o fenômeno da apostasia via prostituição espiritual.(Apocalipse 2:14).
Muitos lideres cristãos deviam prestar mais atenção aos ensinos e advertências bíblicas sobre prostituição espiritual. tal abominação é um amalgama entre o puro e o impuro, entre o limpo e o sujo. É a união entre a luz e as trevas, é a tentativa de unir o útil ao agradável, ao invés de unir o útil ao santificado. Há coisas que nunca estão em comum acordo, mas que são excludentes do ponto de vista da ortodoxia. Por exemplo, o comercio dentro da igreja, não tem nenhum apoio bíblico, o comercio em si é algo do mundo, mas que muitos cristãos estão introduzindo no meio da igreja, para sustentar departamentos internos. Anula-se duas coisas com essa atitude, a primeira é a fé em uma providencia divina, e a segunda, o sistema bíblicos do dizimo e das ofertas, que foram estabelecidos justamente para atender as necessidades internas da igreja. Jezabel negocia coisas espirituais segundo o processo que foi desenvolvido no mundo. Ela introduz na igreja o paganismo, a idolatria e costumes e praticas imundas. Essas coisas que estão se introduzindo na igreja, e que não havia há pelo menos alguma décadas atrás como o comercio, novas formas de manipulação psicológica e emocional, para atender a demanda da ênfase a religiosidade carnal, são vestígios do movimento de Jezabel dentro da igreja. Que o senhor abra os olhos para que muitos vejam esse espírito demoníaco se manifestando, e se oponham tenazmente contra esse espírito de engano que se introduz de forma sutil com mais e mais intensidade dentro da igreja.
Jezabel era a patrona da idolatria. A mentora do sincretismo religioso. O sincretismo, tem sido a base da promoção de muitos avivamentos e o segredo de muitos avivalistas. O que podemos ver em muitos casos é simplesmente uma imitação coerciva do Espírito Santo em muitos púlpitos e em muitas igrejas. O texto ensina qie ela também ensinava errado. Ou seja, assim como Balão, seu esquema doutrinário tinha como lema, desviar o povo de Deus da ortodoxia e da vontade de Deus. Alem do profetismo, Jezabel tinha a metodologia de ensinar errado, provavelmente através de sofismas. Hoje em dia, muitos ditos crentes vão em busca e só querem os profetas, andam e correm atrás dos profetas, e recebem engano através do profetismo não bíblico. como Janes e Jambres que imitavam certas maravilhas divinas, hoje o espírito de Jezabel se aproveita dos crentes carnais, para engana-los. Se fossemos mais atentos aos cultos viríamos que muitos ditos profetas anunciam coisas que nunca se cumprem, a maioria deles é inspirada por espíritos mentirosos, porque suas predições não se cumprem. O espírito Santo é onisciente e jamais erra! Mas tenho notado que muitos, para não dizer a maioria, erra e erra feio, suas predições de cura e de tantas outras coisas não se cumprem. Tal coisa é o espírito de Jezabel enganado descaradamente na igreja devido aos poucos que possuem o discernimento adequado.
Outros ainda são dominados pelo jezabelismo, quando pretendem defender um liberalismo. Jezabel era a liberal que defendia uma religião mais espaçosa, não o caminho estreito, adicionado com a cruz. Era uma religião moderna, sem renuncia, fácil, um cristianismo fácil, onde os prazeres do mundo podem ser aproveitado, enquanto não se chega no céu. Tal depravação da espiritualidade se vê hoje em dia quando muitos tem vivido um cristianismo fácil e superficial, sem qualidade e sem testemunho adequado para convencer o mundo da nossa transformação. Que o Senhor tenha misericórdia, e abra os olhos de muitos que não desejam se arrepender do caminho do liberalismo religioso.
No momento em que estamos vivendo, os que estão do lado de Jezabel, irão perseguir aqueles que se posicionarem teologicamente a favor da ortodoxia. Jezabel perseguia os profetas de Deus e os matava, hoje a discriminação, o preconceito e o desprezo por parte dos jezabelicos podem ser notados dentro do cristianismo. Os conservadores são chamados debochadamente de crentões, santarrões, fanáticos pelos jezabelistas modernos, mas lembremos que um dia eles também serão devorados pelos cães. Paulo advertiu que todos os que quiserem servir e seguir a Jesus em piedade padecerão perseguições, está na bíblia, é uma profecia que se cumpre hoje. De que lado você está? Em Tiatira, os jezabelistas estavam dentro da igreja, eles estavam lá dando aleluia e cantavam hinos, participavam do culto e eram chamados de cristãos. Que o Senhor tenha misericórdia desses apostatas.

É possível identificar um falso profeta que está influenciada pelo espírito de Jezabel?
Aqui abaixo enumerei 10 sinais de desequilíbrio espiritual que poderão ser aplicados no teste para provar um profeta, se tem ou não o Espírito de Deus.
1)desconfie dos profetas que só declaram bênçãos e prosperidades e não chamam o povo para o arrependimento de seus pecados e não incentive a um vida extremamente santa.
2)desconfie dos profetas e pregadores que usam truques emocionais para tentar comover a igreja.
3)desconfie dos profetas que se autopromovem, que falam muito de si mesmo, que desejam a admiração dos outros, aplausos e glorias dos homens religiosos.
4)desconfie do profeta que e tenta contar vantagens para convencer a platéia, muitos substituem uma pregação por narrações fabulosas e mentirosas, para convencer os ouvintes e ganhar admiração dos outros.
5) desconfie do profeta que tenta mecanozar o culto, forçando a igreja a se movimentar como marionete, ao invés de deixar as coisas acontecerem através da espontaneidade.
6) desconfie do profeta que não é exemplo na sua família, na sua congregação, na sociedade e na comunidade. Que não apresenta humildade para reconhecer erros, e se acha intocável e inerrante.
7) desconfie do profeta que tente convencer os outros através de sinais e prodígios, porque essa não é uma marca que autentifica um verdadeiro cristão.
8)desconfie do profeta que declara coisas que se chocam com as escrituras, ou que ensina coisas que não condiz com a bíblia. O que o pregador declara como doutrina não tem nenhum valor se não for provado claramente pela bíblia.
9)desconfie do profeta que não tem compromisso com a palavra do Senhor e com o Senhor da palavra.
10) desconfie do profeta que deseja gloria para si mesmo, e que faz uso do evangelho para angariar lucros exorbitantes, e apele para o consumismo e para o materialismo desordenado.
Através dessas marcas, podemos nos precaver de muitos falsos profetas e não cair nas suas artimanhas e em seus enganos. Para finalizar, é mister anunciar que um falso profeta pode se vestir de religiosidade aparentemente conservadora, mas que não tem estrutura espiritual interior. Jesus enfrentou muitos fariseus que eram assim. Um cristão verdadeiro, ortodoxo e conservador é equilibrado. Ele sabe falar aonde a bíblia fala, sabe ensinar o que a bíblia ensina, sabe defender o que a bíblia defende e sabe condenar o que a bíblia condena. O verdadeiro cristão não é um ditador espiritual, mas um homem liberto que anuncia a verdadeira liberdade porque ele experimenta esta liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta postagem realmente é muito forte, sendo assim, te convido a ler e meditar no seu conteúdo e depois, peço-te, deixe ai seu comentário, sua crítica, seu recado, sua opinião... E compartilhe em sua rede social.
Pois assim você estará me ajudando a melhorar este espaço!
(1)Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se.
(2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão! (3) Ofereça o seu ponto de vista, contudo, a única coisa que não aceitarei é esta doutrina barata do “não toque no ungido” do Senhor. não venha me criticar por falar contra aqueles que penso serem enganadores e falsos profetas.
Sinta-se em sua casa! Ou melhor, em seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥