Para a glória de Deus!

Para a glória de Deus!

20/10/2014

Autoridade e submisssão


Sabemos que uma sociedade é regida por princípios sem os quais jamais poderia existir como sociedade. Mas quando se trata de toda a raça humana vemos que cada pessoa tem suas próprias idéias e cada uma toma suas próprias decisões. No livro de Juízes por exemplo diz que na ausência de autoridades sobre Israel cada qual fazia o que achava melhor. Sabemos que um corpo precisa de uma cabeça para se dirigir. Ainda que fosse possível o ser humano ter duas cabeças uma teria que se submeter a outra para alcançarem um objetivo comum. Definindo autoridade quero aqui dizer que entendo ser um poder de comando e ação determinado por Deus (Rm 13-1). E que devemos orar pelas nossas autoridades (1 Tm 2.1-2). A Bíblia diz que fazendo assim teremos vida tranquila. 

Vivemos em um mundo onde é dígno de aplausos, os rebeldes e não os submissos. Estes por sua vez e tido como bobo. Mas nós os cristãos devemos ter a compreensão de como é importante os princípios de submissão em nossa vida. Entendendo que até um sinal de trânsito é autoridade sobre nós, certamente estaremos livres da rebelião. Rebelião que surge do interior de cada pessoa com relação às autoridades e leis constituídas por Deus, pois sem as tais teriamos um mundo totalmente desiquilibrado. Entender que todas as vezes que desobedecemos uma lei de Deus estamos prejudicando a nós mesmos é um passo importante. O aluno que desobedece seu professor prejudica a sí mesmo. O paciente que não obedece ao médico também irá se dar mal. Não há como mudar, isto é um princícpio de autoridade constituída por Deus. A esposa que é insubmissa ao marido, também este casamento irá sofrer consequências terríveis.O marido que não dá honra a sua esposa também se encontra na mesma situação. Pois em se tratando de autoridade e submissão nosso Deus mostra muito cuidaddo com isso. Agora que já entendemos um pouco, será que se tratando de ministérios e líderes Deus gostaria de saber que estamos questionando uma autoridade constituída por Ele. Que tal se falarmos de presidentes, senadores, deputados, governadores etc. Devem ser alvos de oração ou crítica? Devemos como líderes ensinar a se submeter ou rebelar-se contra tais. 

Aqui faço lembrar a história de um rei chamado Saul, que perseguia outro chamado Davi. Em certa ocasião Davi disse: Longe de mim tocar o ungido do Senhor. Pois eu digo sem medo de errar que se eu vivesse naquele tempo onde aquele que pela espada ferisse também seria ferido, eu propriamente o teria ferido. Quero que comprreenda isso. O ungido que Davi pronuncia em 1 Samuel 26 é o rei rebelde e já rejeitado por Deus. Este que por ocasião tentou atravessá-lo com uma espada. Não tinha em Davi espírito rebelioso.. Orar pelos que nos perseguem é o nosso dever. Orar pelos pastores que stão rebeldes e não anunciar e tocar trombeta sobre a sua rebelião. Quando Saul morreu um amalequita trouxe a coroa e o bracelete de Saul a Davi e disse: Arremessei-me sobre ele e o matei (2 Sm 1.10), achando estar fazendo uma boa ação. Qual foi a sua recompensa? A morte por ter matado o ungido do Senhor. Davi se alegrou? Davi fez festa? Não, ele disse em oração: Como caíram teus valentes. Quando nos alegramos em promover contendas contra nossas autoridades achando estar acima delas por ser cristão, estamos incitando a rebeldia em nosso povo. 

Tenho visto muitas matérias, muitas reclamações falando deste ou daquele pastor. Desta ou daquela igreja. Deste ou daquele político. Não creio ser este o melhor caminho. Tivemos há uns dias atrás um problema sério com nossas ovelhas. Um pastor que conheci e apresentei à igreja se levantou contra meu ministério. Depois de termos o visitado com a igreja em seu ministério, ele começou a vir em minha cidade e estar indo na casa das ovelhas de nosso rebanho e oferecer a elas oportunidades de estar abrindo um ministério aqui com a placa de sua igreja. Pois bem o meu primeiro impacto a saber disso por vários membros da igreja foi fazer uma oração como Moisés para ver quem era Datãn e quem era o Moisés. Que hipocrisia a minha. Queria até levar de pulpito este acontecimento e proibir os membros de estar recebendo ele. Mas quando orei ao nosso Deus Ele me disse: Não incite a rebelião através deste espírito rebelioso, continue dando pastos verdejantes ao teu rebanho. Foi o que fiz. Há dois dias passados ele me ligou e pediu perdão. A igreja não sofreu o ataque rebelioso deste porque não ouviu do seu pastor tal argumento. Foi uma lição e espero que sirva de lição para mim. 

Toda autoridade é constituída por Deus. Como os ribeiros de água assim é o coração do rei nas mãos do Senhor. É em paz que promoveremos a paz. Cuidado com o espírito de rebelião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta postagem realmente é muito forte, sendo assim, te convido a ler e meditar no seu conteúdo e depois, peço-te, deixe ai seu comentário, sua crítica, seu recado, sua opinião... E compartilhe em sua rede social.
Pois assim você estará me ajudando a melhorar este espaço!
(1)Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se.
(2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão! (3) Ofereça o seu ponto de vista, contudo, a única coisa que não aceitarei é esta doutrina barata do “não toque no ungido” do Senhor. não venha me criticar por falar contra aqueles que penso serem enganadores e falsos profetas.
Sinta-se em sua casa! Ou melhor, em seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ao redor do mundo...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MENSAGENS DO MILTON RABAYOLI

FIQUE A VONTADE... SINTA-SE COMO SE ESTIVESSE EM SEU PRÓPRIO BLOG...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ E VOLTE SEMPRE! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥